- Anuncie
- Assine

 
 
 
Urgente // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Lágrimas de emoção em Gramado

Renato Aragão já subiu ao palco chorando. Na abertura do 36º Festival de Cinema de Gramado, realizada no domingo 10, o comediante foi homenageado por sua contribuição de 42 anos de cinema. A platéia aplaudiu de pé. Ele dedicou o prêmio à mulher Lílian, à filha Livian (as duas estavam na platéia) e a Oscarito, seu ídolo. No final, ainda fez uma piada: "Me deram um, agora só faltam 46", comentou, em alusão aos 47 filmes de sua carreira. Em entrevista coletiva, o intérprete do Didi diz que considera a homenagem seu presente inesquecível de Dia dos Pais. "Depois de tanto tempo, fui reconhecido como cineasta. É o maior prêmio da minha vida!", disse. O trapalhão comentou que seu próximo filme será Didi Babá e os 40 Ladrões. O longa vai marcar a retomada da parceria com Dedé Santana, após 10 anos sem atuar juntos. Ambos começaram no cinema em 1966.

Além de Renato Aragão e família, apareceram na festa de abertura os atores Rocco Pitanga, de Era Uma Vez, Antonio Calloni, com Dias e Noites, e Leandra Leal, de Nome Próprio.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS