- Anuncie
- Assine

 
 
 
Música // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Sons do mundo

O cantor e compositor uruguaio Jorge Drexler lançou recentemente o disco duplo Cara B e em 24 de julho fará apresentação em São Paulo. De Barcelona, por onde sua turnê passou, ele falou à Gente:

Você e sua música têm uma ligação forte com o Brasil. Como essa relação começou?
Como o Uruguai é um país pequeno no meio dos grandes, Brasil e Argentina, sempre tivemos muito contato com a cultura dos dois. Quando era pequeno, minha mãe sempre trazia discos do Dorival Caymmi e Chico Buarque de viagens ao Brasil.

Você já comentou que cada um dos shows desta turnê é diferente. O que os brasileiros podem esperar?
Seguimos sugestões do público. Além disso, dois técnicos, que são DJs, gravam os sons da platéia e imediatamente os reproduzem no palco. O público é tratado como um instrumento.

Sons gravados nas ruas também são usados, não é?
Gravamos sons das ruas de Barcelona e mesclamos nas músicas do disco. Depois, em cada cidade que passamos, fomos gravando novos sons, que são incorporados aos shows. Registramos desde o barulho do avião até casas de jogos eletrônicos, sinos, carros, tudo.

E os sons das cidades são diferentes uns dos outros?
O mundo tem uma homogeneidade sonora, principalmente nas metrópoles. Um carro em Estocolmo ou São Paulo soa igual. Mas se você procurar sempre vai achar algo característico, como a voz que fala no metrô de Buenos Aires, por exemplo.

Você gravou no disco a canção "Dom de Iludir", do Caetano Veloso. Por que a escolheu?
Tenho uma canção chamada "Dom de Fluir". Gosto da brincadeira de gravar a música que foi referência a uma composição minha. Marina Monzillo

Bourbon Street Music Club - r. Chanés, 194, tel. (11) 5095-6101.

Fotos: DIVULGAÇÃO
Jorge Drexler: platéia é tratada como instrumento em seu show

Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS