- Anuncie
- Assine

 
 
 
Livros // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Ping-Pong
A criadora da ilha
Autora de A Ilha de Nim (Brinque-Book, 120 págs., R$ 26), no qual o filme Ilha da Imaginação é baseado, a canadense Wendy Orr conta como foi ver suas personagens ganharem as feições de Abigail Breslin e Jodie Foster.

Aina Pinto

A autora Wendy Orr

A senhora escreveu o primeiro rascunho de A Ilha de Nim quando tinha nove anos. Como retomou a história?
Quando estava escrevendo o livro, não estava feliz com o modo como estava caminhando. Então, lembrei daquele sentimento de ter nove anos e como me sentia escrevendo aquela história. O livro ganhou vida. Acredito que, para escrever para crianças, é preciso entrar em contato com a criança em nós mesmos. Depois da pré-estréia americana do filme, minha mãe encontrou os cadernos em que eu tinha escrito a história. É diferente do livro, mas me surpreendi com as semelhanças na descrição da ilha e do sentimento de liberdade da personagem.

Apesar de ser uma fantasia, o livro tem elementos reais, como o celular e o laptop que Nim usa. Por que mesclar realidade e ficção em um livro infantil?
Acho que crianças têm interesse em coisas práticas porque isso faz parte da vida delas e faz com que elas se vejam no lugar da personagem.

O que achou dos atores escolhidos para interpretar suas personagens?
O elenco não poderia ser melhor. Abigail (Breslin) não se parece com a imagem mental que eu fazia de Nim, mas tem tanta sensibilidade e determinação que reflete Nim muito bem. Jodie (Foster) foi um bônus incrível porque se parece muito com a maneira como eu sempre imaginei a personagem Alexandra.

E o que sentiu quando viu o filme?
Alívio. Na primeira vez, estava tão tensa que foi difícil assistir inteiro. Na segunda, consegui relaxar mais e admirar as interpretações, a música, a fotografia.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS