- Anuncie
- Assine

 
 
 
Livros // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Inocência perdida

Em 1993, Zlata Filipovic ficou conhecida como a "Anne Frank de Sarajevo", por suas memórias dos horrores da guerra dos Bálcãs. Em Vozes Roubadas - Diários de Guerra (Cia. das Letras, 368 págs, R$ 37), ela e Melanie Challenger resgatam 14 diários de crianças e jovens escritos durante conflitos, como a Primeira Guerra e a invasão do Iraque.

CINGAPURA, 1944 (Sheila Allen) Depois vi uma sentinela japonesa meter a espada na barriga de um nenê, para matá-lo, e ainda trazia um sorriso nos lábios! Foi horrível! Não pude conter os calafrios ao recordar o olhar no rosto daquele homem. ... Uma visão horrível para se ter diante dos olhos - será que um dia poderei esquecê-la - será possível? Serei capaz?

BÓSNIA-HERZEGOVINA, 1992 (Zlata Filipovic) Papai e eu desesperados. Será que mamãe estava viva? ... Depois que ela chegou ao apartamento, começou a tremer e caiu no choro. Atrás das lágrimas, disse que tinha visto gente despedaçada. (...) Um dia pavoroso, impossível de esquecer.

PALESTINA, 2002 (Mary M. Hazboun) Acordei com o som de balas vindo dos tanques que atravessavam nossa rua. (...) No instante em que abri a porta, uma chuva de balas veio em minha direção. Corri o mais rápido que pude e escondi atrás de uma enorme cômoda. (...) A morte passou muito perto. Sabem que somos civis, mas não querem ver nada se movendo.

IRAQUE, 2003 (Hoda T. Jehad) Meu irmão mais novo brincava à porta e eu estava no jardim. (...) Escutei um som terrível e alto (...) O vidro da janela da cozinha caía como chuva, e mamãe estava caída no chão, morta de medo, incapaz de se levantar. Logo depois ouvi o exército americano gritando nas ruas ordens para "evacuar a área". Suzana Uchôa Itiberê


(Companhia das Letras, 512 págs., R$ 49)

"É o meu livro de cabeceira atualmente. Infiel - A História de uma Mulher que Desafiou o Islã é um pouco indigesto por se tratar de uma história real em que a autora, Ayaan Hirsi, narra os preconceitos e atrocidades pelas quais passou ao longo da vida. Ao mesmo tempo, é incrível perceber como ela supera cada obstáculo. Recomendo, pois é uma lição de vida."

Adriane Galisteu, apresentadora


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS