- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Paulo Borges

NEXT TOP MODEL
Marta Antonia, um novo rosto brasileiro

FOI-SE O TEMPO em que o sul do Brasil era o celeiro de modelos incríveis: natural do Recife, Pernambuco, filha de uma empregada doméstica e babá da filha da patroa. Com um roteiro de vida tipo "gata borralheira", Marta Antonia Mirella da Silva (18 anos, 1,77m) foi descoberta através de uma foto 3x4 e, depois de uma rápida passagem por Nova York e Milão, ela desponta como aposta máxima da nova safra na moda brasileira.

Conta tudo!
Quando tinha 16 anos, meus amigos e minha mãe viviam dizendo que eu precisava ser modelo e procurar uma agência. Eu, claro, fugia do assunto. Eu me sentia bem inferior às outras modelos, e pensava que nunca conseguiria chegar onde elas estavam.

Mas e aí, o que aconteceu?
Resolvi ceder e fui até uma agência da minha cidade e deixei uma foto 3x4 e fui embora. O booker era o Elian Galhardo, da agência Donna Ruth, que foi até a minha casa correndo depois que viu minha foto e me ofereceu um book para entrar na agência dele.

Entrou?
Sim! Comecei a tomar aulas de postura, etiqueta e aprendi a me vestir, a me maquiar... Tudo que não sabia, o Galhardo me ensinou. Mas depois de todo esse processo, passei por alguns apertos. Minha mãe é empregada doméstica e meu pai é eletricista; e eu sabia que ambos não teriam dinheiro para os custos para bancar meu início de carreira. O bom da história, foi que o Elian acreditou em mim e disse: "Eu pago tudo, depois acertamos, você não vai deixar de seguir carreira por isso". E foi o que fiz. Confiei nele e juntos fomos descobrindo coisas e caminhos, até eu viajar para fora do País.

Para onde você foi?
Antes de viajar para fora, vim para São Paulo, onde fiz alguns tratamentos para a pele e cabelo e só depois de três meses fui viajar para Milão.

E quais são seus maiores sonhos?
Em primeiro lugar ajudar meus pais. Penso no que aconteceu comigo esses dias: ganhei, por exemplo, R$ 500 em um trabalho que realizei, que durou pouco mais que uma hora. Minha mãe trabalha o mês todo para ganhar um salário mínimo, que é algo em torno de R$ 400. Penso que preciso ajudá-los e tentar melhorar a vida deles.

OI, quem é você?
No segmento fashion, quando um modelo (menina ou menino) começa a sua carreira nas passarelas, ele é apelidado de "new face". Fácil de traduzir, significa "cara nova", em português. E como as caras novas são tantas, o projeto "Oi, Cara Nova" vem para perpetuar a cultura da SPFW de lançar novos talentos da moda. Só para lembrar alguns nomes, em nossas passarelas nasceram as tops Shirley Malmann, Raquel Zimmermann, Carol Trentini, Isabeli Fontana, Adriana Lima, Alessandra Ambrósio e, é claro, Gisele Bündchen. Gostou das caras novas aqui? Então dá um 'Oi' pra eles!

Fotos: CRISTIANO
Marlon Teixeira (16), Pedro Frizon (18) e Junior (18): direto da SPFW para as passarelas da Dior em Paris

CLAUDIA GUIMARÃES
Descoberta aos 14, Carol DeMarchi (à esq.), agora com 16 na agência Mega, foi liberada para estrear nas passarelas; e Janete (17, Way Model), mais uma aposta da temporada
PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>

Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff - Media Solutions