- Anuncie
- Assine

 
 
 
Cinema // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







O Incrível Hulk
História do gigante verde recomeça do zero em nova versão, rodada parcialmente no Brasil

Hulk é interpretado pelo ator Edward Norton

O amargurado "Gigante Esmeralda" criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1962 ganha agora as feições de Edward Norton, também roteirista e produtor de O Incrível Hulk, com estréia no Brasil na sexta-feira 13. Assim como aconteceu com Batman Begins, que recomeçou a história do homem-morcego do zero, a idéia é esquecer Hulk, dirigido por Ang Lee em 2003. O escolhido para a empreitada foi o diretor francês Louis Leterrier (Carga Explosiva 1 e 2).

Na nova saga, Bruce Banner tenta encontrar a cura para a radiação que o torna o enfurecido Hulk. Ele vive como fugitivo do general Ross (William Hurt) e também tem de enfrentar Abominável (Tim Roth), um outro ser que, como ele, passa por mutações. O drama de Bruce é decidir se prefere levar uma vida normal ou fazer de Hulk um herói.

Bruce começa trabalhando em uma cervejaria cuja fachada foi filmada em uma fábrica abandonada no Rio de Janeiro. Esta não foi a única locação carioca. Uma das seqüências iniciais foi rodada na favela Tavares Bastos. A floresta da Tijuca também aparece.

Cada vez que Bruce ficar verde de raiva, ele aparecerá com 2,35 metros graças a um dos muitos efeitos especiais usados. Liv Tyler, que interpreta a doutora Betty, grande amor do herói, diz que foi uma experiência diferente. "Em O Senhor dos Anéis, eu reagia a coisas que não estavam presentes, mas não necessariamente interagia com elas", diz a atriz, que era fã da série de tevê O Incrível Hulk, exibida entre o final dos anos 70 e começo dos 80. "Fiz verdadeiras acrobacias. Adorei trabalhar com os efeitos especiais e adoraria fazer mais, por causa do desafio físico. É maravilhoso."

Para que os atores pudessem interagir com as imagens virtuais, foram usados os mais diversos truques, como pernas de pau, bolas penduradas em mastros e fotos com o rosto de Hulk para as cenas de luta. As batalhas não foram apenas as que o público poderá ver. O diretor teve de lidar com um problema nos bastidores. Norton se desentendeu com a equipe da Marvel por não concordar com o corte final (fala-se que o ator queria o filme mais longo e com mais drama). Por fim, Norton resolveu que não participaria da campanha de divulgação. (Classificação indicativa: a conferir) Aina Pinto

História do gigante verde recomeça do zero em nova versão, rodada parcialmente no Brasil


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff - Media Solutions