- Anuncie
- Assine

 
 
 
Moda // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Adeus, Yves Saint Laurent
A moda despede-se de um grandes mestres da costura do século 20

Texto Luciana Franca

A atriz Cate Blanchett vestiu YSL no Festival de Berlim de 2007

A moda perdeu um dos últimos grandes criadores do século 20. Morreu no domingo 1º, aos 71 anos, o argelino Yves Saint Laurent que, ao lado de Christian Dior e Coco Chanel, colocou Paris no centro da moda. Saint Laurent foi um talento precoce. Aos 17 anos, venceu um prêmio com um vestido de coquetel e logo depois já ocupava o cargo de assistente de Dior. Com a morte do mestre, em 1957, Saint Laurent assumiu a direção da Maison Dior. Quatro anos mais tarde, associou-se ao companheiro Pierre Bergé e abriu a própria casa. Sua marca YSL começou a ganhar força e jamais perdeu a vitalidade. Não era para menos, Saint Laurent foi um revolucionário. Além de vestidos trapézio e ultrafemininos, ele deu à mulher uma poderosa arma de sedução: as calças. Por culpa dele e de uma de suas mais bem-sucedidas criações, o smoking feminino, as mulheres permitiram-se vestir como um homem até em festas. Uma ousadia e tanto para meados dos anos 60. O criador aposentou-se das passarelas em 2002, quando vendeu suas três letrinhas a um poderoso grupo.

Fotos: AP IMAGES


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff - Media Solutions