- Anuncie
- Assine

 
 
 
Teatro // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







A Noviça Rebelde
Daniel Schenker Wajnberg

Kiara Sasso (ao centro) empresta adequada doçura à noviça Maria

O APRIMORAMENTO técnico evidente numa parcela considerável dos musicais recentes é um feito a ser comemorado. No entanto, o esforço em buscar uma equivalência ao padrão Broadway de qualidade parece um tanto discutível. Afinal, investir tão-somente na tecnologia tende a gerar resultados impessoais e reverentes a um determinado modelo em relação ao qual não houve qualquer tipo de apropriação.

A Noviça Rebelde tangencia, mas não cai nessa armadilha. A encenação de Charles Möeller e Claudio Botelho para a história da adorável Maria Rainer - que encanta o capitão Georg Von Trapp e seus filhos, todos mergulhados num cotidiano repleto de regras rígidas - escapa das convenções já na escalação do elenco, que alcança rendimento satisfatório.

Sem enveredar pela pieguice, Kiara Sasso empresta adequada doçura à personagem- título. Herson Capri desempenha com correção o papel não muito desafiador do patriarca Von Trapp, ainda que destoe dos demais na parte musical. Fernando Eiras, apesar de se tornar um pouco expansivo no decorrer do espetáculo, faz de Max uma presença inegavelmente carismática. E Solange Badim acerta na composição da elegante e esnobe Baronesa Elsa.

A montagem também tem outros méritos. As passagens musicais de Maria com a Madre Superiora são bastante boas. O simpático recurso da animação valoriza a chegada da protagonista à mansão Von Trapp. E Claudio Botelho atinge resultado quase sempre excelente na tradução de letras tão conhecidas para o português.

PARA OUVIR EM CASA
Já é possível encontrar nas lojas a trilha sonora de A Noviça Rebelde, com os temas originais da montagem brasileira assinados por Claudio Botelho e entoados pelo elenco da peça.

Espetáculo ganha com ousadia na escalação dos atores e ótima tradução das letras para o português

Oi Casa Grande - av. Afrânio de Mello Franco,
290, Rio, tel. (21) 2511-0800.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff - Media Solutions