- Anuncie
- Assine

 
 
 
 
Gastronomia // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Comer e dançar
Casa reabre com idéia de unir alta gastronomia e balada e aposta nas cozinhas contemporânea e japonesa

Marina Monzillo

Filipe Leite, Anderson Haruo Yamaguchi, Norberto Barbosa e Gabriela Monteleone

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

Sair para jantar e depois esticar para dançar pode ser um programa cansativo em São Paulo. O trânsito para chegar aos lugares mais badalados da cidade e a dificuldade para estacionar requerem boa dose de paciência.

Por isso, soa interessante unir alta gastronomia e balada num mesmo lugar, fora do circuito noturno mais agitado. É o que faz o Museum, o dining club que esteve fechado por quase dois meses e reabriu recentemente com o chef Filipe Leite (ex- Julia Cocina) agora pilotando os fogões.

Ao lado dos sushimen Norberto Barbosa e Anderson Yamaguchi (que comandam o sushi bar que fica na entrada do clube) e da sommelière Gabriela Monteleone, Filipe refinou o cardápio do Museum. Para os clientes que chegam mais tarde, no momento em que a casa já está se transformando em pista de dança, as novidades mais pedidas têm sido os combinados japoneses, que vão muito além do sushis de atum e salmão, e uma variedade de finger foods, como a cestinha gratinada de siri e alho-poró ao perfume de curry e dill.

“Minhas criações são muito baseadas nos ingredientes, que podem ser reconhecidos no prato”, explica o chef. Assim como a dupla de sushimen ousa ao usar azeite de oliva em suas criações, Filipe também se dedica à cozinha contemporânea com várias influências ao mesmo tempo. É o caso do polvo servido com cuscuz marroquino e com um italiano pesto de rúcula.

Além da nova equipe para elevar o caráter gourmet da restaurante-balada, a outra novidade é o menu executivo que passou a ser servido no almoço. “É um mix do cardápio servido à noite”, explica Filipe.

Fotos: DIVULGAÇÃO
À esquerda, CARPACCIO DE SALMÃO que vem como entrada do combinado 1 (R$ 38), do menu japonês; abaixo, POLVO GRELHADO COM CUSCUZ MARROQUINO DE LEGUMES VARIADOS, NUTS E PESTO DE RÚCULA (R$ 55), prato do cardápio contemporâneo

Museum – r. James Joule, 65, Brooklin, São Paulo
tel. (11) 5507-3650.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff - Media Solutions