Celebridade • Home• Revista 29/1/2008
Jamelão
por Aurora Aguiar

MURILLO CONSTANTINO

MURILLO CONSTANTINONascido em 1913, no bairro de São Cristóvão, no Rio, José Bispo Clementino dos Santos ganhou o apelido de Jamelão na época em que se apresentava em gafieiras da capital fluminense. Aos 15 anos, começou a tocar tamborim na bateria da Estação Primeira de Mangueira. Era o início de uma relação de amor.

Compositor de diversos sambas-enredos para a escola desde 1950, Jamelão também se tornou o principal intérprete da verde e rosa. Em 1988, em uma homenagem aos 100 anos da assinatura da Lei Áurea, o mangueirense – conhecido pelo seu folclórico mau humor – puxou por toda a Marquês de Sapucaí o enredo “Cem anos de liberdade, realidade ou ilusão". A seu lado, outro símbolo da escola carioca, a sambista Dona Zica, falecida em 1989. Hoje, aos 94 anos, recupera-se em casa de dois derrames que o afastaram definitivamente da avenida.