Cinema • Home• Revista 12/6/2007
ANIMAÇÃO
Shrek Terceiro
O adorável ogro volta em aventura de poucas surpresas, mas que diverte e apresenta um considerável salto de qualidade nos efeitos

Mariane Morisawa

Envie esta matéria para um amigo

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia
DIVULGAÇÃO
No terceiro filme, Shrek enfrenta dois desafios: a possibilidade de se tornar rei e a paternidade

Shrek já provou duas vezes o quanto um ogro pode ser adorável. Ele está de volta em Shrek Terceiro, assim como Fiona, o Burro, o Gato de Botas. E também o Príncipe Encantado. Ainda determinado a virar rei de Tao Tao Distante e, hoje, relegado a astro de um musical chinfrim de boteco, ele quer de qualquer jeito se vingar de Shrek. Para isso, congrega todos os vilões de contos de fadas, do Capitão Hook às irmãs de Cinderela, aqueles dos quais não se tem mais notícia quando a história acaba.

Se em Shrek, o ogro achava ser incapaz de inspirar amor em alguém, e se, em Shrek 2, ele não se imaginava digno de se casar com Fiona, em Shrek Terceiro, o protagonista treme por outras razões: seu sogro, o Rei Harold, pede a ele, no leito de morte, que se torne rei, e Fiona avisa que está grávida. O ogro tem certeza de que não tem como ser majestade, muito menos pai. Como é que um ogro pode ser uma figura paterna? Ou o rei de Tao Tao Distante? Shrek quer mesmo é voltar para seu pântano. Por isso, foge em busca do outro herdeiro possível do trono, um primo de Fiona, Arthur,aquele da Távola Redonda.

Shrek Terceiro, como se percebe, não tem nada de novo na trama. Mas o humor sofisticado continua a todo vapor, da troca de corpos entre o Gato de Botas e o Burro, até a transformação de Arthur em Artie, um adolescente perdedor, e de Lancelot num daqueles estudantes fortões das high schools americanas. É de matar de rir a cena da agonia do rei, mostrando que a animação faz graça com tudo, dos filmes antigos de Hollywood até os desenhos da Disney. As princesas dos contos de fada, como Branca de Neve, Cinderela e Rapunzel, são patricinhas que tomam as ações em suas próprias mãos quando notam que não haverá príncipes em cavalos brancos para salvá-las.

Onde Shrek Terceiro realmente se destaca é na animação. Os dois primeiros já eram muito bem acabados, mas neste aqui o salto de qualidade é evidente. A Rainha tem rugas, as expressões estão cada vez mais verdadeiras. Ver o Gato de Botas no corpo do Burro, e o Burro agindo como o Gato de Botas também é um feito e tanto dos animadores. O sucesso da série é tanto que um quarto filme com o ogro verde já está a caminho.

Graça sem novidade