Clique para ver a capa ampliada

EDIÇÃO 96
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 ENSAIO FOTOGRÁFICO
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 AGITO
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 CLICK
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 MODA
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 TRIBUTO
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA
 

04/06/2001

ESOTERISMO

THÉO CARNAVALI
Babalaô que faz cena
Pai-de-santo há 43 anos, ele orienta a equipe de Porto dos Milagres nas cenas de candomblé e evita maus fluidos nas gravações, com oferendas

Luís Edmundo Araújo

André Durão

Ele nunca trabalhou em televisão, mas já mudou cenas de novela das oito da Globo. Auxiliar da equipe de Porto dos Milagres desde setembro, o pai-de-santo Théo Carnavali é religiosamente consultado quando candomblé está no script. É a religião que seguem o pescador Guma, vivido por Marcos Palmeira, e muitos personagens da história, baseada na obra de Jorge Amado.

Desde que aceitou o convite, ele joga búzios pelo menos uma vez por mês para saber se é necessário algum tipo de oferenda para evitar maus fluidos nas gravações. “Geralmente, fazemos as oferendas primeiramente a Exu, que é o emissário entre os homens e os demais orixás e se aborrece facilmente”, explica Théo. Carioca e pai-de-santo há 43 anos, ele foi indicado pelo terreiro da Mãe Menininha do Gantois, na Bahia.

Quando assumiu a função, sua primeira providência foi promover uma reza coletiva no set, entre atores e equipe técnica, antes da primeira gravação. Depois, orientou algumas mudanças. Na primeira fase da novela, Iemanjá, orixá das águas que protege os pescadores, era chamada equivocadamente de Janaína por alguns personagens. “Janaína é uma mãe d’água da cultura indígena”, explica.

Em outra ocasião, a alteração deu mais trabalho à produção. Numa cena em que Mãe Ricardina, personagem de Zezé Motta, receberia Iemanjá cantando e dançando sozinha, o pai-de-santo avisou que ela deveria ser conduzida por outra pessoa para receber o orixá. “Tiveram de arrumar uma figurante nova e ensaiar tudo de novo.”

A cena ficou pronta uma semana depois do previsto. “O Théo está sempre presente para que as cenas de candomblé saiam corretas”, elogia Zezé Motta, uma das atrizes que costumam fazer consultas informais. “O pessoal tem curiosidade, mas todo mundo pede sigilo quando vem me procurar. Só a Zezé (Motta) assume publicamente”, diz o pai-de-santo.

Comente esta matéria
 
RUNAS
VIDENTE
NUMEROLOGIA
TARÔ ONLINE
HORÓSCOPO
 
ENQUETE
O bad boy Alexandre Frota quer o silicone de duas popozudas de volta. Você acha que elas devem devolver?
:: VOTAR ::
 
ENQUETE
Para você qual é o segredo da juventude?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Hoje, com dinheiro, é possível construir um corpo bonito e saudável. O que você acha da era industrial da estética?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três