CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 CELEBRIDADE
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA
 

12/03/2001

POLÍTICA

NÁDIA CAMPEÃO
Esporte para campeã
A engenheira agrônoma e líder municipal do PC do B é a primeira mulher a comandar a Secretaria dos Esportes de São Paulo

Gustavo Maia

Piti Reali
Nádia relembra os tempos de adolescente, quando jogava tênis nos finais de semana

Ela queria ser marinheira na adolescência. Desistiu do sonho porque a Marinha não aceitava mulheres. Desbravou, porém, outro nicho até então só dominado pelo sexo oposto. Nádia Campeão, 42 anos, é a primeira mulher a assumir o cargo de secretária dos Esportes da capital paulista.

É uma seara tradicionalmente masculina mas Nádia, sem trocadilhos, é campeã em driblar qualquer ranço machista. “Estou acostumada. Foi assim em várias etapas da minha vida”, diz ela. “Sempre gostei de esporte e encaro a secretaria como uma missão pública.”

Engana-se quem concluir que ela é uma
especialista no tema. Nádia se aproximou do esporte quando jovem, época em que jogava tênis nos finais de semana na cidade de Rio Claro, interior paulista. Quando ingressou na faculdade de agronomia da Universidade de São Paulo, ela deixou de lado raquete e bolinha. E o curso de agronomia, em geral mais freqüentado por homens, foi uma escola para Nádia em duplo sentido. Lá foi uma das poucas mulheres do grupo e aprendeu a enfrentar com elegância eventuais heróis da resistência.

Do esporte ficou a opção pelo Palmeiras. Nada mais do que isso. Tanto que ela não sabe dizer a escalação do time alvi-verde. A vaga no secretariado de Marta Suplicy foi conseguida após negociações partidárias. Nas últimas eleições, Marta e o PT tiveram o apoio do PC do B e sua presidente municipal até 2000, Nádia Campeão. A recompensa veio com a secretaria. “Pegamos a secretaria num patamar de abandono. Mas estou entusiasmada por ser meu primeiro cargo público”, diz Nádia, que até assumir a secretaria, trabalhava na organização legal do partido, que saiu da clandestinidade em 1984.

Piti Reali
“Sempre gostei de esporte, mas encaro a secretaria como uma missão pública, na qual terei que enfatizar o caráter social’’

No cargo, ela visitou todos os centros esportivos da capital e descobriu onde se meteu. “Para algumas coisas, não há verba, mas um cuidado aqui, uma pintura ali são coisas que podemos fazer”, diz. Mas os problemas de Nádia são maiores. Coube a ela cuidar do autódromo de Interlagos e do estádio do Pacaembu, ambos em situação precária. “Estamos mobilizando a iniciativa privada”, diz Nádia, que quer transformar o estádio em ponto turístico.

Nádia Campeão ingressou na política em 1978. Era estudante e filiou-se ao PC do B. De 1980 a 1990, morou em Santa Luzia, interior do Maranhão. Contratada como agrônoma, ela identificou problemas com a distribuição de renda e virou defensora dos agricultores.

Nesse período, teve dois filhos, Maurício, 18 anos, e Bernardo, 17. Em 1992 casou-se com Walter, o segundo marido e atual presidente estadual do partido. “Na minha família, temos que dar mais de cada um em casa, para que eu possa assumir minhas responsabilidades públicas.”

* Agradecimento à Academia Paulistana de Tênis (FOTO)

Comente esta matéria

 

ENQUETE
Você faria o teste para detectar o vírus da aids:
• Para viver tranquilamente
• Como prova de amor ao parceiro
• Não faria, pois tem medo
• Nunca pensou nisso
• Faz o teste periodicamente
:: VOTAR ::
 
FÓRUM I
O que você achou da decisão da top Gisele Bündchen de abandonar as passarelas?
 
FÓRUM II
Quais são as suas expectativas em relação ao herdeiro político de Covas, Geraldo Alckmin?
 

Teste os seus conhecimentos sobre as celebridades
 
TARÔ ONLINE

É fácil, rápido
e inspirado: experimente!
 

Horóscopo

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER

| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três