CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 CELEBRIDADE
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA
 

12/03/2001

CARREIRA

GISELE BÜNDCHEN
Número um em nova fase
Top model brasileira abandona as passarelas para se dedicar apenas a campanhas milionárias e abre espaço para se tornar atriz

Rodrigo Cardoso

Reprodução/Reuters
À esq., em 1994, no concurso de modelos da Elite em que ficou em segundo lugar. Ao lado, nas passarelas de Milão, no sábado 3

Ela chegou a fazer 150 desfiles em uma única temporada de moda no exterior, quase um a cada dois dias. Já subiu na passarela com a saúde debilitada e calçando sapatos três números acima do tamanho de seus pés.

Esses e outros sacrifícios tinham uma finalidade: ser a melhor do mundo. Em quatro anos de trabalho ela atingiu esse patamar. Em 1999, aos 18 anos, a gaúcha Gisele Bündchen acumulava fama, dinheiro e reconhecimento internacional. Era a rainha das passarelas internacionais.

No sábado 3, a top brasileira anunciou que está se aposentando da maratona das passarelas. “Esse é o meu último desfile, mas não estou deixando a profissão”, disse.

A derradeira apresentação aconteceu na semana de moda de Milão, na Itália, para a grife Dolce & Gabbana. Aos 20 anos, Gisele deu início a uma nova fase profissional. No estágio atual, diz não fazer questão do dinheiro que amealha a cada desfile – cerca de R$ 50 mil. “Não preciso mais disso. E o dinheiro nem é tão bom assim”, afirma. A maior fonte de renda da modelo agora é outra. Nos últimos quatro meses ela fechou dois contratos milionários. Um com a grife de lingerie Victoria’s Secret e outro com a marca C&A. Por eles, estima-se que tenha recebido US$ 25 milhões e US$ 5 milhões, respectivamente.

Por causa de cifras deste quilate, Gisele entrou no seleto grupo das cem celebridades mais bem pagas em 2000. Segundo levantamento da revista americana Forbes, ela ocupa a 79ª posição, com US$ 8 milhões. Em sua área, está à frente da americana Cindy Crawford, que ano passado engordou sua conta bancária em US$ 6,3 milhões, e só perde para as modelos Claudia Schiffer (US$ 9 milhões) e Christy Turlington (US$ 8,5 milhões). “Gisele abandonou rapidamente o lado fashion e virou uma modelo comercial”, avalia o diretor de uma grife brasileira.

Outras top models fizeram esta mudança de trajetória mais tarde. A alemã Claudia Schiffer desfilou até os 25 anos. A americana Cindy Crawford, até os 29. E a australiana Elle Mac Pherson, até os 30. Só então partiram para carreira publicitária ou cinematográfica. “Foi uma decisão muito inteligente”, avalia Liliana Gomes, diretora da Elite, agência que a descobriu. “Gisele quer ser atriz. Daqui a dois anos pode estrear no cinema bem preparada, jovem e com renome.”

próxima>>

Comente esta matéria

 

ENQUETE
Você faria o teste para detectar o vírus da aids:
• Para viver tranquilamente
• Como prova de amor ao parceiro
• Não faria, pois tem medo
• Nunca pensou nisso
• Faz o teste periodicamente
:: VOTAR ::
 
FÓRUM I
O que você achou da decisão da top Gisele Bündchen de abandonar as passarelas?
 
FÓRUM II
Quais são as suas expectativas em relação ao herdeiro político de Covas, Geraldo Alckmin?
 

Teste os seus conhecimentos sobre as celebridades
 
TARÔ ONLINE

É fácil, rápido
e inspirado: experimente!
 

Horóscopo

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER

| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três