CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 CELEBRIDADE
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA
 

12/03/2001

ESPECIAL

Clodovil, vítima de notícia falsa no jornal

Fernando Martinho

“ Em meados dos anos 80, foi noticiado pelo Ibrahim Sued, no jornal O Globo: ‘Lamento informar: o estilista paulista Clodovil Hernandez está com aids’. Curto e grosso. Cheguei em casa e minha secretária eletrônica estava lotada de mensagens. As pessoas choravam e diziam para eu não me incomodar e fazer outro exame. Até a Fernanda Montenegro deixou um recado.

Pouco tempo antes da publicação da nota, havia saído uma matéria comigo na Sexy, onde contei um encontro casual entre mim e o Ibrahim, em Paris. Estava numa farmácia, o Ibrahim entrou e me perguntou se eu estava sozinho, onde eu ia jantar e se poderia ir também. Contei essa passagem fazendo graça. E ele ficou puto. Queria me processar e chegou a falar: ‘Imagina, se eu ia comer esse costureiro velho, demodê’.

Aí, apareceu essa notícia no jornal. Perguntei ao meu médico o que fazer. Fiz o exame e, depois, dei uma coletiva à imprensa para mostrar o resultado. Mas quem lê a notícia nem sempre lê o desmentido. Demorou dois dias para sair o resultado. Mas não sofri – e não sofro – de angústia. Meu único receio era ter prejudicado alguém. Não sou religioso da boca para fora, detestaria fazer mal a alguém.

Quando fiz o exame, tinha um amigo que morava na minha casa, um cabeleireiro. A bichinha era muito minha amiga. Disse para ele fazer o exame também. Ele fez e, dias depois, meu médico me ligou, perguntando se eu tinha alguma coisa com ele. Meu amigo tinha o vírus. Quando ele voltou com o resultado, disse que não poderia ficar mais na minha casa. Imagina, mandar um amigo embora de casa por falta de informação! Eu não tive nada com ele, mas achava que se pegava aids só de olhar. Fiquei com paranóia e repeti o exame várias vezes.

Acho que o medo mata mais que o vírus. E tive medo. Vivi a geração sexo, drogas e rock’n’roll, embora nunca tenha experimentado drogas. Tive milhares de escapulidas. Minha adolescência e juventude eram de liberdade total. Escapei porque Deus quis.”

Clodovil Hernandez, 64 anos,
estilista e apresentador de tevê, solteiro

<<voltar

Comente esta matéria

 

ENQUETE
Você faria o teste para detectar o vírus da aids:
• Para viver tranquilamente
• Como prova de amor ao parceiro
• Não faria, pois tem medo
• Nunca pensou nisso
• Faz o teste periodicamente
:: VOTAR ::
 
FÓRUM I
O que você achou da decisão da top Gisele Bündchen de abandonar as passarelas?
 
FÓRUM II
Quais são as suas expectativas em relação ao herdeiro político de Covas, Geraldo Alckmin?
 

Teste os seus conhecimentos sobre as celebridades
 
TARÔ ONLINE

É fácil, rápido
e inspirado: experimente!
 

Horóscopo

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER

| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três