CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 QUIZ
 BUSCA
 

Romance

19/02/2001

Amor à Flor da Pele
Glamour é condimento do amor para diretor chinês Wong Kar-Wai

 Veja o trailer do filme Amor à Flor da Pele
[28K] [56K] [Banda larga]
Todos os direitos reservados
É necessário ter instalado os plug-ins
Windows Media Player

Paula Alzugaray


 

Divulgação
Amor à Flor da Pele: efeito hipnótico criado pelo figurino e pela música

O vestido da personagem protagonista Li-zhen produz um efeito hipnótico. O desfile de estampas que se revezam a cada mudança de seqüência pode, a princípio, distrair o espectador desavisado da apresentação das personagens.

Mas passado o impacto inicial que a profusão de cores e texturas pode provocar em olhos sensíveis à exuberante direção de arte, o vestido de Li-zhen revela-se como uma eficiente medida de tempo.

Amor à Flor da Pele, do diretor chinês Wong Kar-Wai, passa-se na Hong Kong dos anos 60. Conta a história de amor que nasce entre dois vizinhos após descobrirem que seus respectivos cônjuges — sempre ausentes em viagens de negócios — são amantes.

Li-zhen (Maggie Cheung) e Chow Mo-wan (Tony Leung) encontram em uma bolsa e em uma gravata as evidências definitivas da traição. Eles constatam que a esposa de Chow tem a mesma bolsa de Li-zhen, enquanto seu marido tem uma gravata igual à de Chow.

Forma-se, então, uma relação à sombra do romance de seus cônjuges, condimentada pela sofisticação e elegância nos gestos e no vestir, e pelo clima caliente do cenário — ventiladores ligados, tempestades de verão e muita cor preenchendo a tela.

A aproximação do casal, no entanto, é lenta e contida, pontuada pelas estampas do vestido de Li-Zhen. A obsessão dos apaixonados pela imagem um do outro é o tempo todo explorada pelo diretor, que nunca desvia sua câmera dos protagonistas. Kar-wai só inclui os cônjuges — sempre de costas, com as faces nunca reveladas — quando se trata de criar um jogo de espelhos entre os (quatro) casais, confundindo o espectador.

Contribuem para o clima hipnótico (próprio das paixões), os passeios em câmara lenta, embalados pelo melancólico violino da música tema e por uma trilha sonora eclética, que inclui de canções populares chinesas a versões de Nat King Cole para clássicos cubanos. Amor glamourizado

 Cinema
Amor à Flor da Pele
Chocolate
O Tigre e o Dragão
Brasil no Oscar
Zhang ZiYi
Planeta Vermelho
Bilheteria
 Livros
O Amor Secreto
Os Caçadores de Sonhos
Gatão Apaixonado
Paola Calvetti
Best-sellers
 Música
Bahia do Mundo – Mito e Verdade
Human
Pérolas 2 em 1
Roberto Mendes
Tradução – Roberto Mendes e Convidados
Hits
 Televisão
Notícias de Domingo
Folia na poltrona
Novo Mais Você
Ibope
Fique de Olho
 Teatro
Honra
 Exposição
Antonio Dias – O País Inventado
Maria Clara Rodrigues

Horóscopo
ENQUETE
Você concorda com a nova prefeita de Olinda, que proibiu o axé no carnaval da cidade e promete multar os foliões infratores?
• Sim

• Não

 
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
O que você diria para Xuxa nesse momento difícil?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ÁGUA NA BOCA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2001 Editora Três