CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO
  SECULO
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

por Luciana Franca

Newton Prado
Ator veterano das radionovelas e dos primórdios da tevê morre aos 73 anos

João Bittar
Newton Prado

Internado há cerca de um mês no Hospital Leão XIII, em São Paulo, com enfisema pulmonar, o ator Newton Prado morreu na quinta-feira 5, aos 73 anos. Nascido em Itu, interior paulista, foi um dos veteranos da televisão brasileira. Prado começou no rádio, nos tempos áureos das radionovelas. Na tevê, seus mais importantes trabalhos foram a primeira versão da novela Mulheres de Areia, Éramos Seis, Redenção, Cavalo de Aço, Sangue do Meu Sangue e as minisséries Rabo de Saia e Anarquistas Graças a Deus. Contracenou com Lolita Rodrigues, Jardel Filho, Anselmo Duarte e Eva Wilma.

Afastado há anos da tevê, dedicava-se a escrever e fazer locução de comerciais. Prado, que estava no quarto casamento e deixou sete filhos, netos e bisneto, escreveu duas peças de teatro e o livro Os Olhos Azuis de Celestina. O ator foi um dos homenageados na Noite de Gala dos 50 anos da Televisão, realizada em 28 de setembro na Estação Júlio Prestes, em São Paulo. Mas Newton Prado já estava hospitalizado e não pôde comparecer. O corpo foi enterrado no Cemitério do Araçá, em São Paulo.

Rolando de Freitas / AE
Helio Ribeiro

O radialista Hélio Ribeiro,
65 anos, que inspirou o personagem Roberval Taylor, de Chico Anysio, morreu na sexta-feira 6 de complicações de cirurgia no abdome.

O radialista, cujo nome de batismo era José Magnoli, ficou famoso nas décadas de 60 e 70 com o programa O Poder da Mensagem, da Rádio Bandeirantes. Atualmente, tinha um quadro no programa de Sônia Abrão, na Rádio Capital. Ribeiro mudou-se no começo dos anos 90 para Nova York, onde ainda morava com a mulher, Carla, e sete filhos. O corpo foi velado e enterrado no Cemitério da Quarta Parada, em São Paulo.

O ator americano Richard Farnsworth,
80 anos, foi encontrado morto em seu rancho no Estado do Novo México, nos Estados Unidos.

O ator americano, indicado este ano para o Oscar como melhor ator pela atuação no filme A História Real, matou-se com um tiro na sexta-feira 6. Há anos Farnsworth lutava contra um câncer incurável que o deixou com dificuldades para andar. “Ele não queria que o mundo soubesse de seu problema de saúde. Quis morrer de forma digna”, declarou a mulher Jewely Van Vali, com quem vivia há 11 anos.

Johanna Döbereiner,
primeira brasileira a ser indicada ao Prêmio Nobel de Química, em 1996, morreu na quinta-feira 5, aos 75 anos. Joahnna sofria do mal de Alzheimer.

Microbióloga, ela descobriu nos anos 60 uma bactéria que fixa nitrogênio no solo, a Azotobacter paspali. Com isso, o Brasil foi o primeiro país a eliminar a necessidade de fertilizantes nitrogenados. Nascida na Tchecoslováquia e naturalizada brasileira, deixa dois filhos.

AP
Yates

Sidney Yates,
o mais antigo deputado dos Estados Unidos e também o mais velho membro da Câmara de Representantes, morreu na quinta-feira 5, em Washington, de falência no sistema renal e pneumonia.

Yates afastou-se aos 89 anos da vida pública, dedicada em grande parte a uma batalha constante para liberar verbas em favor das artes. Ele deixa a mulher, Adeline, o filho, Stephen, e três netos.

 

Horóscopo

ENQUETE
Qual das musas você prefere?
Feiticeira
Tiazinha
Internética
FÓRUM
O que um artista deve fazer para conduzir a carreira e não se distanciar da "normalidade"?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três