CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO
  SECULO
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Perfil

A volta de João

Cristian Avello Cancino

Divulgação
Donato: à frente de Chick Corea nas paradas de jazz

Sem pressa, o pianista João Donato prepara sua apresentação para o Free Jazz Festival. Donato tocará dia 20, no Rio, e 21, em São Paulo, dividindo a noite com o contrabaixista Ray Brown, parceiro do lendário Oscar Peterson. Donato confessa ainda não ter pensado muito no repertório, mas aceita uma sugestão: que tal tocar o choro composto no final do ano passado com o músico Hamílton de Holanda?

João explica a peculiaridade dessa música: “O Hamílton estava doente, internado no Hospital de Base de Brasília depois de ter sofrido um ataque cardíaco, e me entregou o trecho de um choro que tinha composto lá. Colocamos o nome de ‘Driblando as Coronárias’ nele. Quem sabe não o estréio no Free Jazz?”. O resto do show ficaria com o repertório do CD Amazonas, lançado recentemente no Brasil e tratado com certo desprezo por parte da mídia. Lá fora, contudo, Amazonas chegou a ocupar o 13º lugar na parada de jazz americana, à frente de CDs de George Benson, Chick Corea e B.B. King, por exemplo.

O sucesso lhe rendeu, em julho, uma semana de apresentações na lendária casa de jazz Blue Note de Nova York, coisa que Donato, estranhamente, desmerece. “Ah, lá só vai turista, japoneses, europeus, não é público de jazz.” Mas agora parece inevitável que o músico volte a ser lembrado por aqui. Aos 66 anos, vai receber, em dezembro, o prêmio Shell em reconhecimento ao conjunto de sua obra. O que, aliás, nunca lhe faltou no meio musical.

Donato tem parcerias com Caetano Veloso (“A Rã”), Gilberto Gil (“A Paz”) e outras figurinhas carimbadas da MPB. Mas Donato se considera mais do jazz do que da bossa. Por quê? “Pela liberdade de improviso, a melhor porção do jazz.” Por isso, o músico vai se apresentar no Free Jazz em trio, ao lado do baterista Claudio Slon e do baixista Luiz Alves. “Se tocar com uma orquestra ou com um conjunto grande, ficamos presos aos arranjos”, diz. Alguma chance de tocar ao lado de Ray Brown? “Vamos ver, não seria nada mal, é o que mais me atrai neste festival.”

 

 Cinema
 Livros
 Música
 Exposição
 Televisão

Horóscopo

ENQUETE
Qual das musas você prefere?
Feiticeira
Tiazinha
Internética
FÓRUM
O que um artista deve fazer para conduzir a carreira e não se distanciar da "normalidade"?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três