CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO
  SECULO
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA


Televisão

Cozinha em chamas
Claudete Troiano ficou com o lugar de Cátia Fonseca no Note e Anote, da Record. Mas desde o ano passado, elas disputavam o comando do programa

Rodrigo Cardoso

Silvana Garzaro

"Fiquei triste quando a Record contratou a Cátia. Diziam que a vaga seria minha"

O diálogo a seguir aconteceu pelo telefone numa manhã de sábado, em abril do ano passado, e revelou a disputa entre duas apresentadoras de tevê pelo programa Note e Anote, da Record:
– Oi, Claudete!
– Parabéns, Cátia.
– Ué, como você sabe?
– Adivinha! A Gazeta me chamou, né, Cátia. Começo na segunda.
– Então, eu ia te falar, né? Tô me transferindo para a Record e vagou na Gazeta.
– Tá legal. Saiba que você está indo para um lugar que eu gostaria de ir. Mas boa sorte.

Na ocasião, Cátia Fonseca, 31 anos, trocava o programa Pra Você, da Gazeta, pelo Note e note, da Record, e sugeria à colega Claudete Troiano, 46, que ocupasse a vaga deixada por ela. Claudete, antecessora de Cátia no Pra Você, estava desempregada havia dois meses, depois de comandar por um ano o Mulher de Hoje na extinta Manchete. Ela estava de olho na vaga de Ana Maria Braga no Note e Anote, mas acabou preterida. “Fiquei triste”, diz Claudete. “Havia pessoas que me ligavam dos corredores da Record, dizendo para eu me preparar porque a vaga seria minha. Mas voltei ao antigo emprego.”

No começo do mês um novo capítulo com a mesma sinopse – troca-troca de emissoras – foi protagonizado pelas duas apresentadoras. Claudete, que comandava o Mulheres na Gazeta e surrava a rival Cátia em audiência, tomou-lhe o posto de apresentadora do Note e Anote. Ela aceitou um convite da emissora do bispo Edir Macedo no sábado 2 e na segunda 4 já estava no novo emprego, o mesmo que alvejara um ano atrás.

Cátia, dessa vez, ficou a ver navios. “Não tenho nada contra a Claudete, mas não usaria os meios que ela usou”, afirma Cátia, cujo contrato com a Record termina em 8 de outubro. “Soube que ela pediu para um diretor dizer aos executivos da emissora que era mais em conta e aceitava ganhar metade do que eu.”

“NÃO ROUBEI” Claudete nega que tenha sondado a Record, antes do convite. “Estava feliz na Gazeta. Meu camarim era tão ou mais bonito do que esse. Tinha motorista e segurança”, conta ela. “Recebi uma proposta e quis aceitar.” Sua saída a toque de caixa, no entanto, gerou uma multa de R$ 1,2 milhão pela quebra de contrato com a Gazeta e a entristeceu. Na conversa que teve com Gente Claudete chorou ao lembrar que nem sequer voltou à Gazeta, sua casa durante 20 anos, para limpar as gavetas. “Não roubei, não matei e tive de sair desse jeito”, lamenta-se. “Ficou uma tristeza. Não queria que fosse assim porque gosto deles. Às vezes, isso pesa... É duro.”

Edu Lopes
“Nada contra a Claudete, mas não usaria seus meios"

O desfecho atribulado poderia ser evitado se as duas emissoras envolvidas não tivessem forçado a barra. Segundo Claudete, a Gazeta tentou sujar sua imagem junto à Record, após tomar conhecimento de que a emissora do bispo a assediava. “Uma pessoa da direção pediu que fosse colocado no Mulheres um gerador de caracteres com os seguintes dizeres em cima da minha imagem: ‘Em breve: câmera flagra orgia de bispos’”, afirma ela. “Foi um desrespeito! Essa matéria nunca existiu.”

A Record, por sua vez, pressionou Claudete a não retornar à Gazeta, argumentando que a repetição do fato poderia comprometer-lhe a transferência. “Não agi errado. Fui pressionada”, diz. Enquanto esses detalhes eram discutidos e Claudete assinava um contrato de dois anos, Cátia nem sequer imaginava que sua saída já era certa. “Ela foi a última a saber. Foi uma atitude errada”, reconhece um diretor da Record.

Cátia recebeu a notícia pela imprensa, dois dias antes de sua substituta estrear. A situação foi uma das mais constrangedoras de sua vida. “Participava do evento Teleton, numa casa de shows paulista, e as pessoas cochichavam sobre minha saída”, lembra Cátia. “O que posso fazer? Eles acharam que a Claudete era um produto mais vendável.”

SEM SE FALAR A cúpula da Record reclamava que, ao dar ênfase à fofoca para acompanhar a audiência da concorrente, Cátia despersonalizou o Note e Anote, o que provocou a fuga de alguns anunciantes. “O programa, que já foi o primeiro, não estava nem entre os cinco maiores produtos da casa”, revela um executivo da Record. “A Claudete trouxe patrocinadores.”

Até agora Claudete e Cátia não se encontraram ou trocaram telefonemas para colocar os pingos nos is. “Se me ligar, falo com ela. Caso contrário, não vou procurá-la para dar conselhos”, diz Cátia. “Deixa que ela veja o que tem de fazer.” Claudete argumenta que não procurou sua antecessora porque não tinha o que lhe dizer. “Não tenho amizade com a Cátia. Mas o marido dela conhece a minha história.”

Claudete estreou na TV com 7 anos, na novela Vidas Cruzadas. Apresentou programas infantis, trabalhou com os Trapalhões, foi narradora esportiva e repórter de campo de futebol. “Acho que mereço esta chance”, diz Claudete.

 

Leia Também

A hora de tirar

A segunda pátria
de Ana Paula

Cozinha em chamas

Crise superada

A hora da estrela

Modelo de
gata borralheira

O doutor está
na novela

A pobre menina rica

Peitos em evidência

Perry Salles:
Ex-marido de Vera Fischer supera depressão

“Eu estou
enxergando”

A primeira
tentação da tevê

A praia do tenente

Prata movida
à gemada

Horóscopo

ENQUETE
Você acha que Claudete Troiano passou Cátia Fonseca para trás na Record?
Sim
Não
FÓRUM
O que você acha de artistas que, apesar dos riscos, abusam das próteses de silicone?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três