CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

por Vanya Fernandes

Loretta Young
Atriz do cinema mudo que iniciou carreira aos 4 anos e fez mais de cem filmes morre aos 87 anos

AFP
Loretta Young

A americana Gretchen Michaela Young morreu no sábado 12, em Los Angeles, de câncer do ovário na casa da meia-irmã Georgiana, mulher do ator Ricardo Montalban. Nascida em Salt Lake, Utah, a atriz mudou-se para Hollywood ainda menina. A proximidade com os estúdios fez Loretta estrear no cinema com apenas quatro anos. Ainda atriz-mirim, estrelou filmes como The Only Way (1919) e The Sheik (1921). Na década de 30, ficou famosa com o longa A Man’s Castle, onde atuou com Spencer Tracy. Em 1947, ganhou o Oscar por Ambiciosa (The Farmer’s Daughter). Até o ano de 1953, havia estrelado cerca de cem filmes dirigidos por mestres como Frank Capra, John Ford e Orson Welles. A partir daí, passou a atuar na tevê. O sucesso dos programas Uma Carta a Loretta e O Show de Loretta Young lhe renderam três prêmios Emmy. No início dos anos 60, interrompeu a carreira para dedicar-se à filantropia e à divulgação de produtos de beleza com seu nome. Em 1985, retornou a tevê e seu último filme foi Lady in the Corner, em 1989. Teve uma vida amorosa intensa. Em 1930, casou-se com Grant Whiters. Dez anos depois, uniu-se ao executivo Thomas Lewis, com quem teve dois filhos e de quem divorciou-se 30 anos depois. Aos 80 anos, em 1993, Loretta conheceu o estilista Jean Louis. O casamento durou até 1997, quando ficou viúva.

Hélio Costa,
fundador e primeiro presidente da Infraero, morreu no Rio, quinta-feira 10, aos 89 anos, de infarto.

Costa integrou também o gabinete técnico que organizou, em 1941, o Ministério da Aeronáutica, onde foi diretor-geral de Rotas Aéreas. Ele foi sepultado no cemitério São João Batista, no Rio, e deixou a viúva Maria José Pereira Guimarães e três filhos.

Fernando José Ramos Lemgruber,
engenheiro, morreu aos 88 anos, de infarto, no Rio, no sábado 12.

Lemgruber fez parte da equipe que construiu a Usina Siderúrgica de Volta Redonda. O engenheiro foi também autor do cálculo estrutural do estádio do Maracanã. Lemgruber era pai do ex-presidente do Banco Central, Antonio Carlos Lemgruber. Era casado e deixa três filhos, seis netos e quatro bisnetos.

Talal Madah,
cantor árabe, morreu de ataque cardíaco durante um show, na sexta-feira 11, aos 67 anos, em Abha, no sul da Arábia Saudita.

Madah passou mal enquanto fazia uma apresentação na cidade de Abha. Considerado um dos cantores mais populares no mundo árabe, ele compôs cerca de mil canções em seus quarenta anos de carreira.

Jacques Van de Beuque,
colecionador francês, morreu aos 78 anos, de parada cardíaca, no Rio de Janeiro, na quinta-feira 10.

Fascinado pela arte popular brasileira, Beuque possuía uma coleção com oito mil obras de 200 artistas brasileiros. Entre os destaques estão 400 peças do pernambucano Mestre Vitalino, morto em 1963. A riqueza da coleção de Beuque inspirou, em 1974, a criação do Museu da Casa do Pontal.

 



| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três