CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

A comilança dos tenores

Foto: Silvia Santana
Os espanhóis Plácido Domingo e José Carreras e o italiano Luciano Pavarotti (da esq. para a dir.) ficaram meia hora no jantar vip com cardápio de Andrea Fasano

Foi um jantar para poucos. Dos 60 mil ingressos à venda para a apresentação de Plácido Domingo, José Carreras
e Luciano Pavarotti
no sábado 22,
no estádio do Morumbi, em São Paulo, apenas 25 mil foram vendidos. E menos de mil dentre esses pagantes tiveram acesso ao bufê servido depois das mais de duas horas de show num anexo
do estádio. Além dos vips convidados, houve quem pagasse R$ 2 mil para ficar no chamado setor “vip premium”. Foram recebidos com tapete vermelho, champanhe e capa de chuva. O valor era também o passaporte para
o requintado cardápio criado por Andrea Fasano. O menu, claro, era todo italiano. Ravioli de mussarela de búfala, nhoque de espinafre, tortelli de faisão e fetuccine com molhos de tomate, rosé, pesto e frutos do mar. De sobremesa, panaché de fruta.

Tudo regado a 240 garrafas de champanhe Moët & Chandon e 400 garrafas de vinho branco Chardonnay e tinto Côtes du Ventoux. Os vips tiveram o conforto de cadeiras de plástico. Teresa Collor, com o namorado Gustavo Halbreich, era toda elegância no gramado. Sua bolsa prata Gucci, casaco preto Versace e vestido Donna Karan fizeram sucesso. “O show seria melhor se tivesse sido em Alagoas sem chuva ou garoa”, brincou ela. Com
o marido Adriano Facchini, a atriz Luiza Tomé confessou: “Fiquei arrepiada quando eles cantaram Aquarela do Brasil”.

Quem também adorou a porção brasileira dos tenores foi a atriz Regiane Alves. “Foi um momento único”, disse ao lado do marido, Carlos Augusto Nogueira. Mas tratamento vip mesmo tiveram as dez crianças com câncer da Casa José Eduardo Cavichio. Elas foram convidadas pelo tenor José Carreras, que teve leucemia, para conhecê-lo no camarim. “Você é mesmo o José Carreras?”, indagou uma delas. Tenor e crianças ficaram juntos por 20 minutos. Já Adriane Galisteu e Rogério Gallo saíram à francesa. O casal nem esperou o discurso dos cantores e nem foi ao jantar. Pouco perderam. Os tenores não gastaram nem meia hora para saborear os pratos. Comeram e foram embora. “Eles agradeceram a hospitalidade”, disse o chef Salvatore Loi.

Leia Também

A comilança dos tenores

Mercadante na maior cavalgada do mundo

Putin golpeia um estudante

Ted Turner na Bahia

Susana Werner canta e diz que não namora Flausino

Últimas cenas do BarraShopping



| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três