CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Dança

Corpos em evidência
A criadora do espetáculo Aquilo de que Somos Feitos treina os bailarinos para expressar sentimentos através de incríveis contorcionismos

Vivianne Cohen

Leandro Pimentel
A coreógrafa Lia Rodrigues:
“Sabemos o preço do acém, mas
quanto vale o ser humano?”

Numa ampla sala, sem cadeiras nem palco, sete bailarinos passam por uma experiência inédita em suas vidas desde quinta-feira 6, quando estreou o espetáculo Aquilo de que Somos Feitos, no Espaço Cultural Sérgio Porto, no Rio. No meio do público, não é a música que os faz dançar. É o silêncio sepulcral daqueles que, perturbados, os assistem se apresentando nus. A autora da desconcertante coreografia é a paulistana Lia Rodrigues, 44 anos.

Tatiana Altberg
Com corpos delineados e flexíveis, os bailarinos criaram formas impressionantes

O balé não surpreende apenas pela nudez. O valor do ingresso também chama a atenção: R$ 1,99. Mas este valor não é para popularizar o espetáculo. Com ele, Lia pretende questionar o valor do corpo humano. “Só sabemos quanto custa um quilo de patinho ou de acém. Quanto vale a carne humana?”, provoca a coreógrafa. O programa do espetáculo também é inédito. Nele, Lia discrimina o salário dos sete bailarinos, revela o valor do patrocínio da prefeitura do Rio e os gastos com a montagem.

Tatiana Altberg

 

 

 

Casada pela segunda vez com o músico Zeca Assumpção, Lia é conservadora na educação dos filhos: Diana, de 17 anos, Luís, 14, e Inês, 12. Em sua casa, ninguém anda nu. “Sou tradicional”, diz. A ex-bailarina, que já conquistou o prêmio de melhor coreógrafa em 1993, conferido pela Funarte, aposentava as sapatilhas temporariamente a cada filho que nascia. “Amamentei cada um por dois anos”, orgulha-se.

 

Leia Também

A Marisa Monte que o público não vê

O olhar do bad boy

A guerra dos Mesquita

No tom de Chico César

O nosso doutor gene

Rei não paga indenização

Roberto Carlos homenageia Maria Rita

O sabor do sucesso

O charme da ex-lolita

O peso de ser ex-galã

Um novo maníaco?

Fernanda, a deusa expiatória

Sem papas na língua

David Uip, o médico celebridade

Corpos em evidência

Reduto para a gargalhada



| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três