CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Família

Procura-se Alexandre Frota
O ator faltou a duas audiências depois que ex-namorada Samantha Lima Gondim pleiteou na Justiça de Brasília pensão alimentícia regular para o filho Mayã

Cláudia Carneiro

Felipe Barra
Samantha e o filho: “Não tenho raiva do Alexandre, mas ele tem de entender a dificuldade de sustentar o Mayã sozinha”, diz a mãe

Há menos de um ano, o ator Alexandre Frota, 36 anos, desfilava sorridente no camarote principal da Micarecandanga – o carnaval de agosto de Brasília – abraçado à modelo Samantha Lima Gondim, 18 anos, mãe de seu filho Mayã, hoje com um ano e dois meses. Não escondia a alegria com o primeiro herdeiro no colo, então com três meses. Fazia questão de dizer que o bebê era lindo e lhe tinha dado o nome de um guerreiro indígena. Mãe e filho moravam na Capital Federal. E, ele ficava no Rio, onde atuava no seriado Malhação da Rede Globo. Assim, os dois não se casaram. Pelo correio, enviava roupinhas para o filho. Durante a gravidez de Samantha, Alexandre Frota fez um plano de saúde para os dois.

Mas o ator sumiu do mapa assim que soube que ela havia recorrido à Justiça para pleitear uma pensão alimentícia. Desde novembro do ano passado, a Justiça tem dificuldade para dar um ultimato ao ator, que não compareceu a nenhuma audiência marcada pelo juiz Ângelo Canducci Passareli, da 4ª Vara de Brasília.


O processo judicial começou em 27 de agosto do ano passado. Desde essa data, duas audiências foram marcadas para que Alexandre ou seu advogado pudessem entrar em um acordo com Samantha. No primeiro despacho judicial, em dezembro, o juiz substituto Antônio Fernandes da Luz estipulou uma pensão alimentícia de 15% sobre a renda líquida do ator, que na ocasião estava deixando a Globo. A pensão não ultrapassaria os R$ 900, segundo cálculo de Samantha. Como Alexandre não deu sinal de vida e também se desligou da emissora, na audiência seguinte, em maio, o juiz Ângelo Passareli fixou novo valor para pensão, desta vez de 10 salários mínimos.

Uma terceira audiência está marcada para 9 de setembro. “Já conversei com o advogado de Alexandre Frota e a família dele está ciente do processo, mas ele não quer aparecer”, afirma a advogada de Samantha, Cláudia Santana Vieira, 33. “Se ele insistir nisso, pode ser condenado à revelia e corre o risco de ser preso.” O advogado Lourival de Almeida, único contato conseguido pela advogada de Samantha, afirma que há cerca de cinco meses Alexandre Frota não é mais seu cliente. “A informação que eu tinha na época era que ele estava mantendo contato com a mãe da criança para uma tratativa amigável”, disse ele.


A história de Alexandre Frota e Samantha Lima teve um começo cor-de-rosa. Os dois se conheceram em 1998 em ritmo de carnaval, no camarote de Sérgio Monday, empresário brasiliense que promove em agosto a Micarecandanga. Ali começou a paixão. Encontraram-se novamente uma semana depois, no programa Galera, que Alexandre apresentava na Rede Record às quintas-feiras. “Ele voltou para Brasília comigo, passamos sexta e sábado juntos e acho que engravidei nessa noite”, conta Samantha. No final de setembro, ela desconfiou da gravidez. “Ele disse que me daria força, foi supercarinhoso”, relembra.

DESEMPREGADA Os dois se viram pela última vez em novembro de 1998. O namoro acabou, a Rede Record tirou do ar o programa de Alexandre Frota e ele decidiu passar o Natal e o Ano Novo em Nova York, nos Estados Unidos. Mayã nasceu em 1º de maio de 1999 e Alexandre pegou um vôo no dia seguinte para Brasília a fim de conhecer o filho. Tirou fotos do bebê e o registrou no Rio de Janeiro, no cartório da Barra da Tijuca. Foi o último gesto de Alexandre como pai.

Sem emprego e sem dinheiro, Samantha decidiu pleitear a pensão judicial. “Ele enviou dinheiro umas cinco vezes enquanto eu estava grávida e pagou o seguro saúde. Depois não mandou mais”, conta a mãe. “Não tenho raiva do Alexandre, mas ele tem de entender minha dificuldade de sustentar o Mayã sozinha.” Sérgio Monday, padrinho de Mayã, saiu em defesa do amigo Alexandre Frota: “Não tenho dúvida de que ele deve estar passando por um momento pessoal ou profissional muito difícil”. O problema é que, sem cumprir a decisão da Justiça, o momento pessoal de Alexandre Frota só tende a piorar.

.


Leia Também

A vida é no gogó

Procura-se Alexandre Frota

O brilho da beleza que não vem do Sul

Na bossa da caixoterapia

Casal vanguarda

Filha de Marília Pêra é ignorada pela Globo

É hora de brilhar

O dia seguinte do conto de fadas

O canto dentro da gaiola

O sofrimento de Hebe Camargo

O discreto poder de Marco Maciel

Na passarela, o Brasil

Reconstruindo Tássia

Xuxa desfila os novos seios



| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três