CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Por trás da tela

Gol virtual em Cannes

PJ (terceiro da esq. para a dir.) e sua equipe: três Leões e um Grand Prix

O país da bossa nova, do samba e do futebol agora também é a terra da propaganda virtual. O Brasil acaba de desbancar os melhores do mundo no mais importante festival de publicidade existente: Festival de Cannes 2000. Na categoria Cyber Lions – que teve sua terceira edição –, faturou nove prêmios. Mais Leões do que EUA e Inglaterra – os campeões das edições passadas – ganharam juntos. “O que a gente fez foi equivalente a bater os EUA no basquete. Inacreditável”, diz o carioca PJ, 26 anos, diretor de criação da agência de mídia virtual mais premiada – a Clic. Foram 2 Leões de bronze, 1 de prata e 1 Grand Prix – o segundo até hoje conquistado pelo Brasil, nas diversas categorias do festival. A campanha que levou tão cobiçado prêmio foi feita para um banco de olhos e surpreende com um banner em braile. “Os Estados Unidos usam um manual para o que pode ou não ser usado e aqui vale tudo”, conta PJ. (Gabriela Mellão)

Na maré
GLS.com

Julio Vilela
Mário e Daniela: à frente do Supersite

Na maior manifestação homossexual já vista na América Latina, a Parada do Orgulho Gay de São Paulo teve 120 mil participantes. Mas isso sem contar o público virtual, muito bem assessorado pelos cybernéticos Mário Moreira, 34 anos, e Daniela Ktenas, 29, do Supersite, portal voltado ao público GLS.

Como foi a cobertura?
Mário Moreira: Através de vídeo, ao vivo, para mostrar o que estava rolando. Também distribuímos um chifrinho de plástico, que acabou virando sinônimo de passeata gay em São Paulo.

Qual a próxima parada ?
A primeira World Pride, em Roma, daqui a algumas semanas.

O que mais procuram no site?
O GLNews. Além de informação, é possível consultar advogados e agora até padre. Nosso dicionário de gírias Aurélia também é um sucesso.

Um exemplo?
Bater cabelo, gíria que vem da mania das drag queens jogarem o cabelo.

Que retorno o site já teve?
Que ninguém mais quer pornografia de graça. O público GLS está exigindo uma postura mais séria. (G.M.)

Clique aqui
Bundas
www.bundasnet.com.br

Uma coisa não se pode negar: tem que ter muito peito para escrever uma revista como a Bundas (que acaba de completar um ano de vida!). E no site da revista mais polêmica do País, os macacos velhos do humor-político brasileiro soltam a franga. Estou falando de Ziraldo (“Maluquinho quando criança e maluco de pedra, hoje na adolescência”), Luís Fernando Veríssimo (“Mais conhecido como Cobreiro, o Saxofonista Selvagem dos Pampas”), Jaguar e Miguel Paiva (“Famoso Gatão de Meia Idade, que se faz passar por emergente”). A metade do site, que não está em construção, traz diversão garantida através dos seus cartoons (atualizados diariamente), dos textos e da opinião dos internautas (tão malucos quanto os donos do site). Se você é um pouquinho sádico, não deixe de ler as tascapadas que Ziraldo dá no otário ou ingênuo do dia. (Gisela Rao)

 

 

 

 

 

 

 

 

 







5 mil
é o número de internautas que receberão software capaz de medir o ibope na rede.

| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três