CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Policial

Ofensas Pessoais
Scott Turow mergulha na lama do poder Judiciário

Neuza Sanches

Poucos autores urdem trama tão bem quanto Scott Turow sobre o submundo do intocável poder judiciário. Sua especialidade é mostrar como funciona a máquina que move juízes, promotores e advogados. Ofensas Pessoais (Record, 420 págs., R$ 30,00), seu último trabalho, mergulha na lama da corrupção que corre solta nessa corte.

O protagonista é Robbie Feaver, um carismático advogado, casado e com carreira conceituada. Ele tem conta bancária secreta. Nela, faz depósitos que ngordam os bolsos dos juízes que decidem seus casos. Mas Robbie é flagrado pela polícia. E serve de isca para desmontar um grande esquema de corrupção.

Outro personagem da trama é Evon Moleiro, uma agente disfarçada do FBI. Solitária, ela é encarregada de supervisionar o advogado, mas não resiste a seu charme. Tudo se passa em Kindle County, cenário das outras obras de Turow e espécie de clone de Chicago.

Scott Turow tem o dom de transformar uma história aparentemente banal num best-seller. Neste trabalho, o autor discute a ganância, uma das fraquezas humanas, e segue com primor a linha narrativa de seus livros anteriores. Em Acima de Qualquer Suspeita, por exemplo, um dos sucessos holywoodianos de 1990, em que Harrison Ford encarna um advogado acusado de matar a ex-amante, ele discute a quebra de confiança nas relações afetivas e políticas.

A empreitada, aliás, vai se repetir. Ofensas Pessoais já tem seus direitos de adaptação para o cinema comprados pelo ator Dustin Hoffman.

Os aficionados pelo gênero vão se deliciar com a obra. Scott Turow vai além do estilo de John Grisham – seu maior concorrente –, cuja especialidade é mostrar como qualquer criminoso, por pior que seja, pode livrar-se da cadeia usando um bom advogado. Turow agrada ainda mais os paladares apurados.

A explicação é simples. Ele é sócio de uma empresa de advocacia que ocupa cinco andares do prédio mais alto dos Estados Unidos, a Sears Towers, em Chicago, e emprega 300 advogados. Seu currículo também é impecável. Foi aluno de Harvard e procurador da Justiça federal dos Estados Unidos. Conhece como poucos as entranhas do universo em que atua. Melhor ainda. Narra tudo para o mundo sob a verve da ficção.

Não espere chegar aos cinemas

 

 Cinema
Bilheteria
Livros
Katia Zero
Ofensas Pessoais
Música
Televisão
Fique de olho
No Ibope


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três