CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK 
 BUSCA
 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 

Internet

Os novos duros
O jornalista Hélio Lemos cria um site com dicas para quem enfrenta problemas financeiros e espera ficar rico com a miséria alheia

Luís Edmundo Araújo

Leandro Pimentel
O toduro.com nasceu depois que Hélio quebrou uma perna e ficou dois meses sem ganhar dinheiro com sua produtora de vídeo

Foi convalescendo numa cama de hospital que o jornalista e empresário Hélio Lemos, 44 anos, teve a idéia de tentar ficar rico aproveitando a própria falta de dinheiro. Dono de uma produtora de vídeo, Hélio ficou dois meses sem trabalhar devido a uma fratura na perna esquerda, em setembro do ano passado. Durante esse período, gastou todas as economias e ainda fez dívidas para sustentar os dois filhos. Decidiu criar o site toduro.com, com dicas para quem não tem dinheiro e precisa chegar inteiro no final de cada mês.

Mas havia alguns obstáculos. Até novembro do ano passado, nem Hélio nem sua sócia, a cenógrafa e ilustradora Cica Modesto, 48, tinham computador. “Não sabia nem ligar uma impressora”, conta o jornalista. Para piorar, o site era considerado inviável por todos os especialistas procurados pela dupla. “Éramos duas pessoas que não sabiam nada de internet fazendo o site”, diz Hélio. Para a surpresa dos empreendedores o projeto saiu. Desde que entrou no ar, no último dia 29 de abril, o toduro.com recebe, em média, 2.500 consultas diárias. Um sucesso. Não por acaso a festa de inauguração foi realizada no restaurante La Mole, reconhecido no Rio pelos preços moderados.

Para garantir a empreitada, Hélio aposta em idéias como o escambo, que promove o comércio livre entre usuários, e descontos para quem acessar o site. “Os jornais dão dicas do ponto de vista do credor”, diz Hélio. “Nós escrevemos sob a ótica dos endividados.” Pesquisando nas páginas do toduro.com é possível saber, por exemplo, onde comprar gasolina com preço mais baixo e se informar sobre espetáculos que não tiram um centavo do bolso como o pôr-do-sol em Ipanema, recomendado como “um dos shows mais bonitos em cartaz no Rio, com entrada franca”. Não faltam ao toduro.com bom humor e criatividade. Hélio informa que está de viagem marcada para a Bolívia “para fazer um doutorado no tema do site”. Ali também é possível encontrar a seção “Novo Duro”, para aqueles que “não são ricos, mas estudaram”. Vítima do mal que assola os usuários do site, Hélio e Cica acham que encontraram a solução para o problema. “Queremos ficar ricos com o toduro.com”, declara o jornalista.

© Copyright 1996/2000 Editora Três