CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK 
 BUSCA
 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 



Revelação

Gaúcha nota 10

Apresentadora Fernanda Lima comanda programa Interligado na Rede TV! e a pedido dos chefes mantém o sotaque

Flavio Sampaio

Alexandre Tokitaka
Fernanda e seu inseparável chimarrão: “É mais saudável e ajuda a esquecer o cigarro”

A gaúcha Fernanda Lima, apresentadora do programa Interligado, da Rede TV!, decidiu contratar uma fonoaudióloga para tentar diminuir ao máximo seu sotaque gaúcho. Certo dia, feliz da vida com os progressos, contou para a diretora do programa, Fernanda Telles, o quanto já tinha “melhorado” com as aulas. A notícia correu até chegar ao diretor de programação da emissora, Rogério Gallo. “Nada disso, peça a ela para ser ela mesma”, disse Gallo à diretora. A reação da guria não poderia ser mais gaúcha: “Bah, demais!”.

O Interligado, programa de clipes musicais, recebe em média dois mil e-mails por dia. Muitos deles com declarações de amor à apresentadora. “Tem até os que pedem para focalizar meus pés”, comenta Fernanda. Talvez a fixação pelos pezinhos da modelo tenha sido exaltada pela tatuagem que ela tem no pé direito. Um ideograma japonês que significa “amigo”. Por falar em amigo, Fernanda não tem nenhum mais íntimo. Terminou um relacionamento de três anos em janeiro e está solteira. “Sou de carne e osso como todo mundo. Tenho os mesmos desejos”, diz.

Prestes a completar 23 anos, ela divide seu tempo entre a tevê, as aulas do 2º ano de jornalismo numa escola particular de São Paulo, a FIAM, curso de canto e a prática de esportes. “Natureza e esportes: é isso que me dá equilíbrio”, diz. Três vezes por semana ela pratica natação, faz musculação, corre e, quando vai à praia, surfa e pedala. “Decidi parar de fumar também”, diz. Para suprir a ausência de nicotina, Fernanda toma chimarrão cinco vezes ao dia. “É mais saudável e ajuda a esquecer o cigarro.”

O programa, que é ao vivo, termina às oito da noite. Logo após o “tchau” na telinha, Fernanda dá “oi” para seu Astra zerinho e pisa fundo para chegar na faculdade a tempo de assistir à segunda aula. “Tenho que passar na faculdade de manhã também para não perder matérias”, diz. Mesmo com tanta correria Fernanda consegue ser boa aluna. No ano passado tirou três “dez” e este ano já conquistou mais um.

© Copyright 1996/2000 Editora Três