CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK 
 BUSCA
 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 Cinema
Gladiador
Russell Crowe
Livre para voar
Através da Janela
Bilheteria
Exposição
Negro: uma raça e muitas vozes
Livros
Viagem à semente
Procópio e Boal: vidas sobre o palco
Best-seller
Città di Roma
Música
Memórias, Crônicas e Declarações de Amor
Nação Nordestina
Zé Ramalho
Bloco Vomit faz samba punk
Hits
Teatro
Il Guarany
Televisão
Retrato Falado
O prêmio dos contrastes
Eliana e Alegria
Cássio Scapin
Fique de olho
No Ibope
Charlote Pink

Foco

O Prêmio dos contrastes

Ramiro Zwetsch

Divulgação
Fernanda e Nelson: sem improviso

A transmissão do 7º Prêmio Multishow de Música Brasileira, na terça-feira 16 foi marcada pela organização, pelo rigor do ensaio e uma perdoável falta de espontaneidade. O jornalista Nelson Motta e a atriz Fernanda Torres, apresentadores do evento, formaram uma dupla simpática, que só pecou por economizar demais no improviso. A atriz ainda quebrou o gelo quando explicou por que os Raimundos não tocaram “Deixa Eu Falar”, que concorria ao prêmio de melhor música. “Eles queriam tocá-la em versão heavy metal e acabariam quebrando os cristais do teatro”, brincou ela.

Os artistas que entregaram os prêmios também exageraram no bom comportamento. Fugiram à regra as duplas Otto e Wanderléa e Luiz Melodia e Baby do Brasil, que trocaram piadinhas e gracejos.

Entre os premiados, o maior destaque foi Djavan – que amealhou os prêmios de melhor cantor, disco e show – e o grupo Los Hermanos, que faturou os prêmios por melhor grupo revelação e melhor música. O vocalista da banda, Marcelo Camelo, proferiu uma das grandes frases da noite, quando foi receber o prêmio de melhor música, por “Anna Júlia”. “Eu fico envergonhado de receber um prêmio numa categoria que o Chico Buarque esteja concorrendo”, disse. “Mesmo assim, obrigado.” O comentário de Camelo deflagra as disparidades entre os concorrentes escolhidos pelos telespectadores internautas do Multishow. É incoerente Chico Buarque concorrer com Los Hermanos, Sandy com Marisa Monte ou Caetano Veloso com Maurício Manieri. Para a próxima edição, vale estudar uma premiação categorizada em gêneros, como pop/rock, MPB, sertanejo, etc... Mesmo assim, a iniciativa do Multishow é mais que válida e sublinha a consolidação do canal como um espaço na mídia para a cultura nacional. O encerramento foi majestoso, com a Velha Guarda da Portela – e os convidados Paulinho da Viola, Marisa Monte e Zeca Pagodinho – botando o Teatro Municipal do Rio de Janeiro para sambar.

© Copyright 1996/2000 Editora Três