CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK 
 BUSCA
 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 Cinema
Gladiador
Russell Crowe
Livre para voar
Através da Janela
Bilheteria
Exposição
Negro: uma raça e muitas vozes
Livros
Viagem à semente
Procópio e Boal: vidas sobre o palco
Best-seller
Città di Roma
Música
Memórias, Crônicas e Declarações de Amor
Nação Nordestina
Zé Ramalho
Bloco Vomit faz samba punk
Hits
Teatro
Il Guarany
Televisão
Retrato Falado
O prêmio dos contrastes
Eliana e Alegria
Cássio Scapin
Fique de olho
No Ibope
Charlote Pink

Ping-Pong

Bloco Vomit faz samba punk

Divulgação
Temporada no Brasil influencia o samba punk do grupo escocÍs

Imagine punks escoceses estudando percussão brasileira. No mínimo pitoresco, não? Os integrantes do Bloco Vomit não só estudaram como incorporaram o samba e o maracatu em
sua fórmula musical, batizada de samba punk. Os dois discos do grupo, Never Mind The Bossa Nova (dedicado a Chico Science) e Play This Bastard, acabam de sair no Brasil.

O trumpetista Jack Frezi e os percussionistas Zen O’Phobia
e Mister E. Beat conversaram com Gente.

De onde vem o interesse pela nossa percussão?
Zen: Mergulhamos nela através da Escola de Samba de Edimburgo. Em 1997, fomos convidados para tocar no Carnaval de Olinda e aproveitamos para estudar os ritmos brasileiros.

Quanto tempo vocês estudaram?
Mr Beat: Duas semanas, mas gostaríamos de ter ficado mais.

Adaptaram-se ao clima tropical?
Mr Beat:
Tivemos que fazer alguns ajustes, como carregar água, revezar
na percussão e tomar meia colher de sal antes do desfile.

O que acharam do carnaval?
Mr Beat: Louco como o ano novo escocês, só que dura quatro dias.

Carnaval também é punk?
Mr Beat: Não. Punk é uma braveza miserável e carnaval, só alegria.
Jack: Meu Deus, Mr. Beat é um hippie!!! Ignore-o. Sempre achei
o samba bem punk e energético. É o som da favela assim como punk
é o som do subúrbio.

Como foi a participação no April Pro Rock 2000, em Recife?
Jack:
Demais, não só a reação do público como também da crítica. Nos divertimos no show e depois bebemos muitas caipirinhas. Hanley Hamlet (guitarrista) e eu terminamos a noite bebendo cerveja às 10 da manhã.

O Bloco Vomit ajudou a popularizar a música de Chico Science na Europa?
Zen: Teríamos ajudado se a Europa tivesse nos abraçado como o Brasil fez.

Os europeus conhecem Chico Science?
Zen:
Eu encontrei o primeiro disco dele em promoção em Amsterdam. Alguns europeus o conhecem mas obviamente não muitos, senão o disco não estaria em promoção.

A música brasileira ainda é popular na Europa?
Zen: Eles começaram a redescobrir o samba depois do movimento da salsa. Seria bom se Ry Cooder se juntasse com bandas de samba, para garantir
a aceitação mundial.

(R.Z.)

© Copyright 1996/2000 Editora TrÍs