CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 CLICK 

 BUSCA

 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 

  DINHEIRO PLANETA ISTOÉ
 
 

 

Você conhece bem os seus ídolos? Então descubra de quem estamos falando. Respostas no final da coluna.

1. O pessoal se diverte com meu português capenga e minha profusão de besteiras nas noites de domingo. Mas no meu caso, a arte não imita a vida. Passei no vestibular de Ciências Sociais da USP, Psicologia na PUC de São Paulo e Administração na Fundação Getúlio Vargas. Cheguei a iniciar o curso de Psicologia, mas o amor pelo teatro falou mais alto e acabei largando tudo. Amor, aliás, que se manifestou desde criança, quando eu brincava de teatrinho na calçada com a molecada da rua. Lembro que eu colocava cadeiras e obrigava meus pais a assistirem ali mesmo.

2. Quando moleque em Phoenix, no Arizona, eu cobrava ingressos enquanto minha irmãzinha vendia pipocas para os filmes que eu mesmo fazia. Tinha apenas 12 anos, mas sabia que era aquilo mesmo que eu queria fazer para o resto de minha vida. Só não imaginava que teria o sucesso que tive, tornando-me milionário e reconhecido como gênio. Aquele primeiro filme foi financiado com meu trabalho de plantador de árvores. Mas depois de sucessos como E.T. e Parque dos Dinossauros, não me preocupo mais com essas coisas. Filmo só o que tenho vontade.

3. Sou um cantor de muita garra e nunca nadei na saliva de nenhum mané, não. Como eles não quiseram lançar meu último disco, A Vida É Doce, lancei-o de forma independente e subi a favela de Heliópolis para divulgá-lo na rádio pirata do pedaço. Dizem que tenho fama de mau, o que não é verdade. Outro dia mesmo fui cantar no Domingão do Faustão we todo mundo adorou. Não quebrei nada nem me puseram para fora.

1. Marisa Orth, atriz 2. Steven Spielberg, diretor de cinema 3. Lobão, cantor

 


Copyright 1996/2000 Editora Três