CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 CLICK 

 BUSCA

 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 

  DINHEIRO PLANETA ISTOÉ
 
 

Perfil

O vôo de Richard Capelo Gaivota

Gabriela Mellão

Silvana Garzaro
O escritor Richard Bach, no Brasil: aviador que não gosta de viajar

Fernão Capelo Gaivota, o romance que marcou diversas gerações de adolescentes, viajou 43 países do mundo e chegou a 40 milhões de cópias vendidas. Já o autor da célebre história da gaivota que busca seu vôo próprio, o aviador norte-americano Richard Bach, 63 anos, está em sua terceira viagem internacional. Ele veio ao Brasil em companhia de Bárbara, sua segunda mulher, para o lançamento do livro Mensagens Para Sempre, compilação das melhores frases de suas obras, um lançamento da Editora Vergara & Riba na América Latina.

Animado com a possibilidade de ver as constelações do hemisfério sul, Bach se confessa introvertido e avesso a grandes aventuras. Prefere explorar seu próprio mundo interior e deixar os grandes vôos para os personagens de seus livros – todos desdobramentos de seu maior sucesso editorial, lançado em 1970.

Fernão Capelo surgiu na vida de Richard Bach quando ele era ainda garoto. Costumava esconder-se do vento atrás de uma pedra, às margens do oceano, para observar as gaivotas. “Nunca havia entrado num avião, mas já adorava voar e sonhava ser uma gaivota”, lembra ele, com lágrimas nos olhos.

Anos depois, andava pelas ruas da Califórnia – “como muitos escritores novos, pensando como faria para pagar meu aluguel” - e ouviu uma voz. “Dizia: ‘Fernão Capelo Gaivota’”, conta ele. “Estava assustado e disse: ‘Se você acha que eu sei o que Fernão Capelo Gaivota significa, está enganado. Deve ter me confundido com outra pessoa’.” Silêncio do outro lado. Bach sentou-se para escrever. “Senti a parede desaparecer e em seu lugar vi a imagem da primeira página do livro”, conta. Descreveu em palavras as cenas que apareciam diante de seus olhos por cerca de uma hora, até que, como se tivessem desligado um projetor, a figura sumiu. “Alguma coisa me disse: ‘Se você acredita que é o autor desta história, termine-a’”.

Oito anos e muitas tentativas frustradas depois, o escritor acordou de um sonho que lhe indicava a continuação da história. Só então terminou o livro. Com tantas forças sobrenaturais fazendo com que a obra se concretizasse, dificuldades na publicação era tudo o que Bach não imaginava. “Fernão Capelo Gaivota foi meu livro mais rejeitado”, conta ele, que antes havia escrito três livros.

Perseverante, resistiu a 18 respostas negativas de editoras até conseguir publicar o livro que se tornaria um dos maiores fenômenos editoriais das últimas décadas. Pela primeira vez na vida, Richard ganhou muito dinheiro. Mas a ganância falou mais alto: comprou oito aviões, administrou mal os investimentos e perdeu tudo. “Toda a bênção pode revelar-se um desastre e todo o desastre, uma bênção”, filosofa. “O desastre me ensinou que o maior presente que alguém pode ter é amor.”

Como a escrita, a aviação sempre esteve presente na vida de Richard. Seus livros são, inclusive, reflexos de sua paixão pelo mundo aerodinâmico. “A abrangência das minhas histórias me surpreendeu. Pensei que só aviadores entenderiam minhas palavras”, diz. O amor pelos aviões nasceu com o escritor, mas só se concretizou aos 17 anos, quando ele se alistou na Força Aérea Americana. “Comecei limpando as máquinas, pelo simples prazer de tocá-las”, confessa Bach, que trocou a aviação pela literatura dois anos depois. “Já escrevi 11 livros e tenho um projeto de mais 50”, diz ele.

Copyright 1996/2000 Editora Três

LEIA
TAMBÉM
 Cinema
O Mundo de Andy
Courtney Love
Cronicamente inviável
Linhas cruzadas
Meg Ryan: a namorada da América
Ruy Guerra em Cannes
 Livros
Fogo nas Entranhas
Rede de risos
O vôo de Richard Capelo Gaivota
Best-sellers
 Música
Jorge Amado Letra & Música
Ecstasy
Canções, versões
Ping-pong
Hits
 Exposição
Brasil+500 - Mostra do Redescobrimento
Artista da pré-história
 Televisão
Note e anote
Rotas de integração
Otávio Mesquita
Fique de olho
No Ibope
 Internet
Mendigo Bréa
The Sims