Logo
 
Exclusivo
A receita de Gisele
Na lista das 20 personalidades mais ricas do showbiz, a top brasileira diz que dinheiro não é o mais importante e que jamais passaria fome para ter sucesso na carreira
 
Fotos: Fred Pontes Fotos: Fred Pontes
Na varanda de uma mansão na Gávea, Gisele se esbaldou
na festa promovida pela Colcci após o desfile. À direita, a
top se refresca passando gelo na nuca
A receita de sucesso de Gisele Bündchen inclui arroz, feijão e
chocolate. Para manter em forma o corpo que vale US$ 70 milhões, segundo a revista Forbes, a top número 1 do mundo segue uma dieta saudável, em torno de 1.800 calorias por dia, bem próximas das 2 mil recomendada pelo Ministério da Saúde para o consumo diário de uma pessoa adulta. “Se eu tivesse que passar fome, jamais seria modelo”, afirmou, em entrevista exclusiva à Gente, poucas horas antes de subir
na passarela da Colcci, na sexta-feira 19, como estrela maior da 11ª edição do Fashion Rio. Incluída entre as 20 personalidade do showbiz que mais faturaram em 2006, superando estrelas de Hollywood como Nicole Kidman, Gisele ri das cifras associadas ao seu nome. “Se eu tivesse o dinheiro que falam que eu tenho, você acha que eu estaria trabalhando?”, indaga ela, que em meio ao corre-corre da passagem
pelo Brasil deu uma trégua na agenda de top para matar saudade de suas duas melhores amigas, Michele e Marcela. “Elas vieram de Horizontina para me ver”, conta Gisele, com o entusiasmo de quem
vai iniciar um delicioso tricô entre amigas, esparramadas na cama
king size da suíte presidencial do Hotel Caesar Park.

Como é sua alimentação?
Sem comida, você não vive. Seu corpo é seu templo, então o que você coloca nele é como vai se sentir. Se comer junkie food, vai se sentir péssima. Se come comida mais saudável, é assim que vai se sentir. Obviamente, já fui adolescente e só comia hambúrguer. Hoje, tenho uma alimentação bastante saudável, como muita verdura, legumes, frutas. Como também bastante carne. Sou gaúcha.

Você consegue comer corretamente mesmo durante o trabalho?
É claro que quando estou em locação e só tem pizza para comer, o
que vou fazer? Como pizza. Gosto de pizza, mas não é para comer
todo dia. Mas quando tenho opção, vou escolher uma carne, uma
salada, um peixe, um risoto.

Qual é o seu prato preferido?
Feijão, arroz, farofa, bife acebolado e batatinha frita. Em Nova York, como feijão em restaurante brasileiro. Em casa, é difícil, porque tem que ficar o dia inteiro cozinhando na panela de ferro. Pelo menos é assim que minha mãe faz. Então, não arrisco. Não sou tão boa cozinheira assim.

O que você arrisca na cozinha?
Estrogonofe é superfácil de fazer. Só precisa de creme de leite, carne, cebola, tomate e alho para ficar ótimo. Em dez minutos fica pronto, pá pum. Massa também. Adoro fazer carne, é fácil e vai bem com tudo.

Já teve problema de peso ou é abençoada pela genética?
Nunca tive problema de peso. Obviamente, agora que tenho 26 anos não é a mesma coisa de quando tinha 15. Só comia bife e batata frita, no almoço e no jantar e me sentia muito bem. Hoje em dia, é diferente. Antigamente, acabava de trabalhar 11 horas da noite e podia comer bife e batata frita. Hoje em dia, se como, não consigo dormir. Passo a noite inteira rolando de lá pra cá. O metabolismo muda e o jeito como você se sente também. Aos 15, 16 anos, você não precisa dormir. Trabalha 24 horas por dia e continua a mil.

Você começou a se preocupar com peso?
Não. Se coloco minha energia muito nesse foco, só vou ficar pensando nisso. Tenho tanta coisa para pensar, a última é o peso. Como bem, não fico obcecada. Não sei quantas calorias tem cada alimento. Sei o que gosto e o que não gosto e tenho uma idéia do que é saudável e do que não é. Se como chocolate ou coisas assim, tento comer depois bastante verdura. Vou compensando. Se comer só porcaria, como seu organismo vai funcionar bem?

Você faz alguma atividade física?
Sempre adorei esportes. Desde pequena, jogava vôlei. Até hoje, jogo sempre que posso. Faço ioga. Não tanto pela atividade física, mas para o meu mental. Ajuda a me acalmar. Nas férias ou quando dá, gosto de surfar, jogar vôlei de praia. Infelizmente, não tenho tempo para fazer alguma atividade diariamente. Viajando três dias aqui, quatro dias ali, não tenho esse luxo na minha vida ainda. Esporte me faz muito bem. Ajuda a tirar a adrenalina, a ansiedade.

A morte de uma modelo brasileira por anorexia recentemente levantou a questão da exigência de magreza no mundo da moda. Como você vê isso?
Todo mundo sabe que modelo tem que ser magra. É esse o biotipo e sempre foi assim. Vamos combinar! Se eu tivesse que fazer regime e passar fome, jamais seria modelo. Ia tentar ser médica, veterinária ou alguma outra coisa que gostasse. Se a pessoa tem a vontade de ser modelo, tem que tentar. Mas não tem por que ficar sofrendo se esta profissão não for uma coisa natural para você. Jamais vou passar fome por causa de um trabalho. No way! Cada pessoa tem algo especial e tem que achar qual é o seu talento. Amo Caetano Veloso, amo a Marisa Monte, mas isso não significa que posso ser eles, porque quero ser cantora. Da mesma forma, não é todo mundo que pode ser
o Einstein ou jornalista.

Então, você nasceu modelo?
Com certeza. Da mesma maneira que não nasci para ser Marisa Monte. Adoraria ser uma cantora como ela, mas infelizmente não deu certo. As pessoas precisam ser realistas sobre o que é possível e o que não é possível. O mundo da moda só está exigindo um padrão. Algumas modelos acham que se forem mais magras vão conseguir mais trabalho.

Você já conviveu com alguma modelo com distúrbios alimentares?
Nunca vi acontecer, nem vivi na mesma casa com alguém com bulimia ou anorexia. Mas quando fazia desfile, via meninas que não comiam o dia inteiro, que passavam mal. De 100, tinha três, sei lá. Você nunca sabe bem, porque se não faz, não sabe. Os pássaros da mesma ninhada se encontram, sabe? Sempre fui a diferente, aquela com mais energia. Todo mundo quando estava com fome vinha atrás de mim. Sempre tinha alguma coisa na minha bolsa. Era fornecedora de chocolate. É triste uma pessoa perder a vida por querer ficar magra. Jamais daria minha saúde por nada neste mundo. Muito menos para conseguir um trabalho, que nem sabe se vai dar certo. Está louca? Para mim, nada vale mais do que a minha saúde. Espero que essa coisa tão triste sirva de alerta, que as pessoas aprendam com esse desastre. Tem que parar e pensar: “Não posso fazer isso comigo mesma! Não vale a pena”.

Alexandre Sant’anna
Gisele deitou na cama da suíte presidencial para colocar a fofoca em dia com as amigas Michele e Marcela. Patrícia Bündchen (ao fundo), sua irmã
gêmea, também entrou na brincadeira entre amigas
Dizem que você vai ser proibida de assistir os jogos da liga americana, porque anda desconcentrando o maior jogador
da atualidade?
Não sabia que apareci no telão. Acho futebol americano interessante, mas não entendo muito do esporte.

Tom Brady, do New England Patriots, apontado como maior jogador na liga americana, teria ficado desconcentrado no jogo do dia 14 de janeiro porque você estava na arquibancada?
Tá vendo. Daqui a pouco eu vou assistir ao show do O (espetáculo
do Cirque Du Soleil
) e vão dizer que estou namorando alguém de lá.(Risos.)

A revista Forbes a colocou como a 16ª personalidade do showbiz que mais fatura no mundo. Como encara este tipo de ranking?
Em primeiro lugar, não vejo o sucesso de uma pessoa pelo que ela ganha. Para mim, sucesso é estar sempre evoluindo como ser humano, aprendendo com suas dificuldades e tentando crescer e se superar. Se eu conseguir fazer isso sempre, vou ter sucesso.

Mas não é um reconhecimento fazer parte de uma lista
como esta?

É. Mas acho também que tem muita mentira no que eles escrevem. Se eu tivesse o dinheiro que eles falam que eu tenho, você acha que eu ia estar trabalhando? Eu abriria um hospital e estaria ajudando crianças. Mas não tem nada disso. Fico abismada. Até falei com a Patrícia (Bündchen, irmã gêmea que cuida de sua imagem no Brasil): “Acredita nunca coisa dessa?”. A gente ficou dando risada.

O valor de US$ 70 milhões por ano não seria o que a sua imagem gera?
Acho que pode ser isso. Para ser bem honesta, dinheiro facilita muitas coisas, mas não é o mais importante da minha vida. Não é, nunca foi e nunca vai ser. Fico um pouco triste de as pessoas darem uma ênfase grande a isso. Parece que só me importo com dinheiro. Colocam uns cachês absurdos. Como minha vida é muito tranqüila, sou canceriana, gosto de ficar em casa, nunca fui muito de sair, então começam a inventar um monte de coisa para vender jornal. Se falar que faço um trabalho e que ganho isso tudo, uau! É o glamour.

Você é mais poderosa que a Nicole Kidman?
Pôxa! Eu queria, hem? Vamos ver. Acho que nem ela ganha o que eles dizem que ganha. Isso tudo é a indústria que precisa fazer um ibope a mais. Na minha opinião, isso é irrelevante.

Você quer ser uma estrela de cinema?
Não sei o que eu quero ser na minha vida. Tenho só 26 anos e tenho vontade de tentar muitas coisas.

E as participações em O Diabo Veste Prada e Taxi?
Eu me diverti pra caramba. Tenho curiosidade sobre o meio. No momento não pararia a carreira de modelo para fazer cinema. Mas se pintar um papel interessante e que consiga fazer bem feito, eu faria de novo. Os papéis menores que já fiz foram legais. Foram férias do meu trabalho: eu só dava risada.

Como foram suas últimas férias no Brasil?
Foram maravilhosas. Fiquei com minha família no Sul. Tenho uma sobrinha linda, maravilhosa, de cinco meses. Ela é linda, dá vontade
de engolir. Estava toda minha família. Fiquei em férias duas semanas
e meia.

É o máximo de férias que consegue tirar?
Não é assim. Se eu quiser realmente, consigo tudo. Acredito nisso. Depende do foco que eu quero dar. Se quero descansar, vou dizer não para as outras coisas, porque descansar é a coisa mais importante naquele momento. Tenho fases de querer ficar um mês sem trabalhar.

Como você administra seu dinheiro?
Quem cuida do meu dinheiro é meu financial manager, e, obviamente, eu cuido dele. (Risos.) Tento fazer um pouco de tudo. Quando se quer uma coisa bem feita, tem que estar por trás de tudo por mais que confie nas pessoas e tenha um time muito legal trabalhando contigo.

À mesa com Gisele
Fotos: DivulgaçãoA top número 1 do mundo é boa de prato. Gente acompanhou a dieta de
Gisele Bündchen durante um dia de trabalho no Rio. Ao final, ela havia consumido 1.864 calorias e confirmou que é mesmo adepta de uma alimentação saudável.
“Ela come mais do que eu esperava. Além disso, fez as quatro refeições e seguiu uma dieta que tem de tudo: fibras, verduras, legumes e proteína”, atesta Maria Luiza Ctenas, da C2 Consultoria de Nutrição. Abençoada pela genética, Gisele mantém seus 59 quilos sem abrir mão dos prazeres da mesa. Com 1,79 m, seu Índice de Massa Corporal é de 18,5 kg/m 2, considerado normal. A Classificação Internacional de Doenças identifica como anoréxica quem apresenta IMC igual ou inferior a 17,5 kg/m 2.
 
Menu tropical
A pedido de Gente, Maria Luiza Ctenas, da C2 Consultoria de Nutrição, calculou que a top consumiu um total de 1.864,60 calorias em três refeições e no lanche da tarde, na quinta-feira 18. Acompanhe abaixo o menu equilibrado de Gisele Bündchen:
CAFÉ DA MANHÃ

Alimento

Medida caseira

Peso

Energia

Pão integral

1 fatia

35g

65 kcal

Peito de peru defumado

2 fatias

5 g

43 kcal

Pão francês

1 unidade

50g

135 kcal

Queijo branco

1 fatia fina

30 g

100 kcal

Morango

6 unidades grandes

100 g

30 kcal

Total

 

 

373 kcal

 
ALMOÇO

Alimento

Medida caseira

Peso

Energia

Arroz

4 colheres (sopa)

48 g

62 kcal

Feijão

3 colheres (sopa)

45 g

75 kcal

Picadinho de filé mignon

4 colheres (sopa)

60 g

200 kcal

Farofa

2 colheres (sopa)

20 g

80 kcal

Quiche

1 fatia pequena

100 g

250 kcal

Legumes cozidos (sem gordura) 1 porção (cenoura, abobrinha e vagem) 150 g 50 kcal
Abacaxi 1 fatia 70 g 35 kcal

Total

 

 

750 kcal

 
LANCHE

Alimento

Medida caseira

Peso

Energia

Bolacha com cobertura de chocolate (sem recheio)

8 unidades

60 g

280 kcal

 
JANTAR

Alimento

Medida caseira

Peso

Energia

Salada de folhas verdes temperada com azeite de oliva

1 porção

100 g

100 kcal

Palmito

1 porção

200 g

40 kcal

Beterraba

2 fatias

40 g

17 kcal

Brócolis

2 buquês

50 g

14,5 kcal

Frango recheado com queijo

1 porção

150 g

290 kcal

Total

 

 

461,5 kcal