CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS

 BUSCA

 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 

  DINHEIRO PLANETA ISTOÉ
 
 

Aventura

Asterix & Obelix Contra César
Astros dos quadrinhos ganham boa versão em carne e osso

Lilian Amarante

Divulgação
Depardieu: perfeito no papel de Obelix

Asterix – o fenômeno francês que já vendeu 280 milhões de quadrinhos em 77 países e faz 40 mil pessoas acessarem o site dos personagens diariamente – finalmente chegou ao cinema. Não em desenho animado, mas com seus heróis em carne e osso, numa produção de US$ 40 milhões.

O elenco faz jus ao sucesso da série. Para viver o gaulês barrigudo e louco por javalis, Obelix, foi escalado ninguém menos que Gerard Depardieu (Camile Claudel), astro do cinema francês. Asterix é o personagem do comediante Christian Clavier. E Detritus, o romano que tenta usurpar o trono de César, é o italiano Roberto Benigni (A Vida é Bela).

Na tela, a semelhança dos personagens com os da versão original é o que mais chama a atenção. Depardieu parece ter nascido para ser Obelix. Alguns efeitos especiais também traduzem com perfeição o espírito dos quadrinhos, como o “lançamento” de romanos ao ar. Como nas histórias desenhadas a partir de 1959 por René Goscinny e Albert Uderzo, sempre que tomam uma poção mágica, os gauleses de uma aldeia resistente ao poderio romano são capazes de jogar o inimigo a metros de distância com um simples soco.

Benigni está divertido como um romano traidor que resolve roubar a fórmula da poção mágica para conquistar o Império. Mas falta alguma coisa em Asterix & Obelix contra César. O filme não é infantil e também não funciona bem com adultos. Talvez falte na tela um pouco mais da sagacidade e do humor refinado do papel. Mesmo assim, o filme diverte. Em casa, onde estreou em fevereiro do ano passado, Asterix & Obelix arrecadou US$ 2,8 milhões num único dia de exibição. Um recorde do cinema francês. Faltou poção mágica

Copyright 1996/2000 Editora Três

LEIA
TAMBÉM
 Cinema
Villa-Lobos - Uma Vida de Paixão
Asterix & Obelix Contra César
Magnólia
Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento
O Último Portal
Bilheteria
 Livros
A Pedra da Luz vol. 1
Infanto-juvenil
Aspades Ets etc.
Best-sellers
Infanto-juvenil
 Música
Tecnicolor
Ping-Pong
Tributo
Ping-pong
Hits
 Exposição
Di Cavalcanti - A Invenção do Brasil Modernista
 Teatro
Patty Diphusa
Estórias Roubadas
 Televisão
A invenção do Brasil
Show do Ratinho
Cinema em Casa
Brasil em séries
No Ibope
Fique de olho
 Internet
Bem casado
Monalisa interativa