Celebridade  
Divulgação
Aos 22 anos, a atriz Ana Rosa teve seu primeiro trabalho como protagonista visto no Brasil
inteiro, na novela Alma Cigana,
da TV Tupi, onde vivia a
cigana Esmeralda
• • •
Ana Rosa
por Camila Pati
Divulgação
Hoje, aos 64 anos, vive a personagem Jurema, em Bicho do Mato, da Record, e está em cartaz no Rio de Janeiro com Violetas na Janela, peça que sonha adaptar em breve para o cinema
Em 1964, a beleza vivaz da cigana espanhola Esmeralda, vivida pela atriz Ana Rosa, então com 22 anos, enfeitiçou os telespectadores que assistiram Alma Cigana. Tratava-se da primeira novela da TV Tupi a ser exibida em todo o território nacional. “Foi novo para mim, chegava nas cidades e as pessoas faziam fila para pedir autógrafo”, lembra ela. De família circense, Ana Rosa aprendeu desde pequena a fazer números no trapézio, andar no arame, representar e dançar flamenco. O que a ajudou a conseguir o papel em sua primeira novela. Depois de brilhar nos 44 capítulos da obra, Ana Rosa foi contratada e deu início a uma longa carreira na televisão. No total foram 54 novelas, o que a fez entrar no Livro dos Recordes em 1997, por ser a atriz que mais fez novelas no mundo. “Houve ano que fiz três novelas na Tupi, por isso consegui esse recorde”, lembra Ana Rosa, que aos 64 anos interpreta Jurema, em Bicho do Mato, da Record. Mas engana-se quem pensa que a atriz se dedica apenas às novelas. Mãe de oito filhos, dois já falecidos, ela tem um vasto currículo no teatro, com mais de 70 peças. Desde 30 de setembro ela está em cartaz, no Rio de Janeiro, com a peça Violetas na Janela, adaptação que fez do livro de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, e estuda cinema com um objetivo claro. “Quero levar a peça para o cinema.” Haja fôlego.