Diversão & arte - Televisão  

Leia também

Cinema Internet  Música
Exposição  Livros  Teatro
Seriado
Mothern
Primeira série brasileira do GNT fala das delícias
e dificuldades da maternidade nos dias de hoje

Mariane Morisawa

Divulgação
Mothern: situações absurdas de humor,
mas com pé na realidade

Tem coisas que ninguém avisa às mulheres grávidas. Por exemplo, que aquele amor incondicional, tão famoso entre as mães, não vem imediatamente, assim que se pega o bebê no colo pela primeira vez. E que a barriga não volta imediatamente ao lugar. É sobre essas e outras que Mothern (mistura de mother, mãe em inglês, com modern, moderna), primeira série brasileira de ficção do GNT, que estréia no sábado 19, às 20h30, faz graça.

São quatro amigas, como em Sex and the City. Só que, em vez de falarem mal dos homens, elas falam de gravidez e filhos. Mothern, dirigida por Luca Paiva Mello, é baseada na experiência real de Juliana Sampaio e Laura Guimarães, que criaram o blog que deu origem à série e também virou livro. Cada episódio abre com um depoimento. E mesmo as situações mais absurdas, de humor, têm dois pés na realidade. Esse ar de veracidade também vem do afinado elenco: Camila Raffanti (Raquel), Juliana Araripe (Beatriz), Melissa Vittore (Luiza) e, principalmente, Fernanda D’Umbra (Mariana).

Na estréia, Beatriz, a última a se tornar mãe, está às voltas com o trabalho de parto e todas as dúvidas em relação ao bebê, como “será que vou conseguir cuidar direito dele?”.

Com ajustes no ritmo – muita coisa acontece em pouco tempo –, o seriado tem qualidades para conquistar um público além das mamães. Para mães modernas.