Diversão & arte - Gastronomia  
Alexandre Sant’anna
Mr. Lam adiou a aposentadoria após o convite de Eike Batista
para abrir no Rio o restaurante com seu nome
• • •

Leia também

Cinema
Gastronomia
Internet
Livros
Música
Teatro
Televisão
• • •
Foco - Mr. Lam
Comida chinesa cinco estrelas
Carla Felícia

Se você quiser experimentar as delícias do mais novo restaurante chinês do Rio, programe-se com antecedência. Inaugurado há pouco mais de um mês pelo empresário Eike Batista, o Mr. Lam tem feito tanto sucesso que clientes sem reserva correm o risco de ficar horas esperando. Tamanha procura reflete a carência de um lugar que servisse a gastronomia chinesa com mais requinte. Denota também a fama do chef que Eike importou de Nova York – e que dá nome ao restaurante. Mr. Lam comandava a cozinha do Mr. Chow de Manhattan, famoso por ter entre seus freqüentadores membros da realeza, como o rei Carl XVI Gustaf, da Suécia, e estrelas da música, como Jennifer Lopez.

Talvez por isso ele reaja com tranqüilidade à lotação esgotada. “Geralmente é assim, quando um novo restaurante abre, todo mundo quer ver”, explica, num inglês difícil de compreender. Aos 60 anos, quase 40 dedicados à profissão, Mr. Lam tinha decidido se aposentar ano passado. Mas o convite de Eike deu novo fôlego à carreira do chef, que trouxe para o Rio quase o mesmo cardápio de Nova York. “É a cozinha tradicional chinesa adaptada ao gosto dos ocidentais”, explica ele, que começou a trabalhar aos 16 anos, em Hong Kong, e aos 22 assumiu o Mr. Chow de Londres. “Estou há muito tempo no mundo ocidental, mas ainda preservo a maneira de cozinhar que tinha na China.”

O carro-chefe é o “Pato Laqueado”. Numa só noite, foram servidos 21 patos. Além dele, o público colocou na lista dos mais pedidos o “Ma Mignon Mr. Lam” (filet mignon fatiado com brócolis e molho, R$ 61). A receita preferida de Eike ganhou seu nome e também faz sucesso: é o “Mr. Batista Prawns” (camarões com molho de nove especiarias, R$ 75).

MR. LAM – r. Maria Angélica, 21, Lagoa,
tel. (21) 2286-6661.
Entradas: de R$ 15 a R$ 35
Pratos Principais: de R$ 29 a R$ 148
Sobremesas: de R$ 11 a R$ 19
Menu Degustação: R$ 88 por pessoa (ou R$ 118 se o prato principal
for o Pato Laqueado)

O Pato Laqueado

Divulgação Divulgação
Depois de aprovado pelo cliente na
mesa, o pato volta para a cozinha,
onde é cortado
As fatias finas do pato são servidas
em panquequinhas, com pepino, cebolinha e molho
O sucesso do “Pato Laqueado” é proporcional ao trabalho para prepará-lo. Depois de fervida, a ave fica um dia secando num espaço fechado, com vento e temperatura controlados. Nesse processo, perde boa parte da gordura. Já seca, é “laqueada” com uma mistura de mel chinês e vinagre – importados de Nova York – e assa por uma hora num forno específico para o preparo de patos, também vindo dos EUA. Ali, ela perde o restante da gordura.
O pato vai à mesa inteiro, para que os clientes aprovem, e volta para a cozinha, onde é cortado em finas fatias. É servido com panquequinhas, cebolinha e pepino em lascas (para aplacar o cheiro forte da carne) e um molho chinês agridoce – cuja receita é o grande segredo de Mr. Lam.
O prato custa R$ 148 e serve três pessoas.