CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 Seções
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 Coluna
 EXCLUSIVAS

 

  DINHEIRO ISTOÉ
 
 

Elaine Mickely casa-se com César Filho em São Paulo

Foto: Silvana Garzaro

Acometida por uma crise de tosse, Zilu, mulher do sertanejo Zezé Di Camargo, precisou descer do altar da igreja Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo, na terça-feira 4, durante o casamento do apresentador César Filho e da atriz Elaine Mickely, de quem era madrinha. A cena não estava no script da bem programada cerimônia. Socorrida por uma fotógrafa que lhe arrumou uma bala de hortelã, Zilu melhorou e voltou ao altar. Elaine Mickely Pipino Lima, 19 anos, chegou à igreja num Rolls Royce, ano 1939, com uma hora de atraso. Estava acompanhada do cabeleireiro Ivan Stringhi, do Jacques & Janine, onde fez o Dia da Noiva. Grávida de cinco meses, estava tranqüila. “Demos um suco de maracujá para relaxar”, justificava Stringhi. Elaine passou sete horas se preparando. Banho de espuma, 15 minutos de hidromassagem e leve almoço fizeram parte do ritual, antes de a noiva vestir o modelo criado pelo estilista Ronaldo Ésper. Emocionado, o pai de Elaine, o advogado Manoel Batista Lima, elogiava César Filho na porta da igreja. “Ele é o genro que todo pai gostaria de ter. É um verdadeiro gentleman”, dizia. O noivo tentava disfarçar o nervosismo enxugando o suor nas têmporas. Depois de pronunciar várias vezes o nome completo do apresentador, Luís Gonzaga César Filho, o padre Antônio Maria acabou desistindo: “Eu posso te chamar só de César Filho?”. Elaine Mickely não conteve as lágrimas quando a irmã Enilze e o irmão Elanilzon entraram trazendo as alianças, enquanto o coral cantava “Como é Grande o Meu Amor Por Você”. O cantor Aguinaldo Rayol foi contratado para cantar a “Ave Maria” de Gounod e o tema de Terra Nostra, “Tormento D’Amore”. Apesar de convidados para padrinhos, o humorista Chico Anysio e o diretor Wolf Maia não foram. Chico ligou para a noiva cinco dias antes da cerimônia para
se desculpar. “Ele disse que Malga, mulher dele, está com depressão profunda”, explicou Elaine. “E o Wolf, que era padrinho do César, está viajando a trabalho”, completou ela. Uma chuva de pétalas esperava o casal na saída da igreja, antes de seguir para o buffet Rosa Rosarum, onde receberam 620 convidados, entre eles o cantor Belo, do Soweto, e sua nova namorada, Viviane Araújo. “Nunca realizei um casamento com tanta imprensa junto”, espantava-se o padre Antônio Maria, que também foi à recepção. Antes do jantar, César Filho fez uma surpresa para Elaine. Com a ajuda da sogra, Cleide Omar Pipino da Cunha Lima, ele escolheu fotos da infância da noiva e fez um audiovisual. “Na véspera do casamento, fiquei até as 4 horas da manhã editando”, disse. César e Elaine passaram a noite de núpcias no Sofitel e viajaram no dia seguinte para o Taiti. A filha deles, Luma, nasce em agosto.

LEIA
TAMBÉM

Abacaxi nos 45 anos de Jorge Fernando


Pedro Bial, feliz e solteiro, apaga 42 velinha
s

Pitta aplaudido

Aparecida solta a voz com Lulu

Elaine Mickely casa-se com César Filho em São Paulo

Feitiço sobre Salgadinho

O dono do axé

Na praia errada

Carla e Xandy desaparecem juntos do Olympia

 

Copyright 1996/2000 Editora Três