CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 Seções
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 Coluna
 EXCLUSIVAS

 

  DINHEIRO ISTOÉ
 

 

Raul Gil

“A Globo tem medo de mim”
“Sou o vovô que as crianças gostam, que cai no chão, faz cavalinho. Estou no lugar da Xuxa, sou o Xuxo”, diz o apresentador Raul Gil

Assinatura

Julio Vilela
Líder de audiência aos sábados, ele não teme concorrência de Luciano Huck

Paula Quental

Com 36 anos de carreira e 62 de idade, Raul Gil anda rindo à toa. De um ano e meio para cá, desde que passou a integrar a programação da Rede Record aos sábados, o Programa Raul Gil, exibido das 12h30 às 18h, vem tirando audiência da Rede Globo. A primeira emissora do País já pôs e tirou do ar várias atrações para tentar fazer frente ao veterano apresentador e seu show de calouros-mirins. A última cartada é a estréia, em 8 de abril, do Caldeirão do Huck, de Luciano Huck. Raul ouve o nome do recém-contratado da Globo e solta uma gargalhada. “Nós agradecemos à Globo por colocar o Luciano Huck”, diz, nesta entrevista a Gente. No sábado 18, ele chegou a dar picos de 23 pontos, contra 17 da Globo. No sábado 25, superou a Globo entre 14h30 e 16h, com 19 pontos contra 14. Doce vingança para quem há uma década estava desempregado. Casado há 40 anos com Carmem Sanchez Gil, Raul Gil tem dois filhos, os jornalistas Nancy, 38 anos, e Raul Gil Jr., 36, braço direito do pai há 20 anos.

Os infantis Gente Inocente, da Globo, e Pequenos Brilhantes, do SBT, foram uma resposta das emissoras concorrentes ao seu programa?
Tudo começou quando eu e meu filho resolvemos fazer o Mini Tchan. Passamos a chamar crianças, ainda na Manchete, onde fiquei por dois anos e meio, depois que um pai me abordou e me mostrou o filho de três anos cantando a música do banquinho. Chamei crianças para cantar e acabei pedindo para elas dançarem. E o que sabiam dançar? O Tchan. Foi aquela polêmica danada. Hoje, todos os que falavam que eu explorava crianças estão com crianças.

Como surgiu a polêmica?
Quando vim para a Record, comecei a mexer com a Globo. O programa aos sábados passou a ganhar dos filmes e do futebol. Começaram a fazer pressão. A primeira foi do empresário do É o Tchan (Cal Adam), que disse que eu não podia mais continuar com o Tchanzinho porque o nome era dele. Disse que É o Tchan era dele, não o Mini Tchan. Ele ameaçou me processar, mas desistiu e disse que a Globo estava por trás, interessada em fazer o Tchanzinho no Faustão. Depois veio promotor e juiz dizer que eu explorava crianças. Percebi que era a Globo forçando a barra.

Alguém entrou com ação judicial?
Só ameaças. Para concorrer comigo, a Globo pôs no ar Samba, Pagode & Cia. Pus as crianças em cima dos pagodeiros e eles perderam até o rumo de casa. A Globo fez então um programa para brigar comigo, o Gente Inocente, que iria ao ar aos sábados. Mudaram de idéia na última hora. Com o Megatom foi o mesmo. Passaram os dois para domingo. Soube que foi medo de perder para mim.

Raul Gil é a pedra no sapato da Globo?
Se eu perdesse para o Gente Inocente, perderia para a Globo, o que é normal com a estrutura que têm. Eles é que não podem perder para mim. Ana Maria Braga, que perde para o Chaves, levanta audiência com atores globais. Se eu tivesse um Raul Cortez no quadro “Pra Quem Você Tira o Chapéu”, daria 30 pontos de audiência.

Teme perder audiência para o programa do Luciano Huck?
Nós agradecemos à Globo por colocar o Luciano Huck. Ele é um talento, mas não para sábado à tarde, que tem audiência de crianças e pessoas de idade. O público dele não é esse. Se ganhar, tudo bem, está na Globo, e nós na terceira emissora. Mas se ganharmos, a Globo não vai saber o que fazer com ele. Nosso compromisso é um segundo lugar tranqüilo. E estamos em primeiro, no Brasil todo.

O que acha da Globo e do SBT contratarem crianças que eram do seu programa?
A Globo contratou o Kalilzinho, o Mateuzinho e outros. O SBT pegou o Dani Boy e o gauchinho Lincoln. A Record não contrata, então os outros contratam. Acho bacana. Só fico magoado quando o Faustão e o Gugu não dão espaço para o Mulekada, que empresariamos e faz sucesso até fora do Brasil. Têm medo de me divulgar. A Hebe Camargo me disse que ficou louca para levá-los e a produção não deixou. Só se está sendo falsa
.

Em 36 anos, nunca teve tanta audiência. Como explica isso?
É o tipo de programa. Revelo crianças e as pessoas ficam curiosas.

Quem se orgulha de ter lançado?
Os Titãs. Eles são extraordinários. Sempre voltam, citam meu nome em entrevistas. A Simony também. O Júnior, de Sandy & Júnior, me ligou outro dia para dizer que os dois gostam de mim, me consideram um segundo pai, mas que não podem vir ao meu programa porque a Globo proíbe.

Quem você revelou e te esqueceu?
Lulu Santos. Ajudei muito, promovi, ele me chamava de padrinho. Hoje, se puder, nem me cumprimenta. Se acha global. Outro ingrato foi o Karametade. O que fizemos por eles ninguém faria. Parei o programa para gravar um clipe deles para uma gravadora. Depois eles disseram que o empresário os levou para a gravadora e os caras se apaixonaram. Não foi assim.

O que as crianças vêem em você?
Sou aquele vovô que elas gostam, que cai no chão, que tropeça, faz cavalinho. Hoje estou no lugar da Xuxa, sou o Xuxo, o rei dos baixinhos. Sou assediado pelas crianças na rua.

Quanto custa o programa?
Em torno de R$ 500 mil por mês. Uma pesquisa do Ibope encomendada pela Record mostrou que, considerando custo e benefício, é o melhor programa do Brasil. Tem audiência, custo barato e retorno comercial alto.

Pagina 2

 

 

Copyright 1996/2000 Editora Três