CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 Seções
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 Coluna
 EXCLUSIVAS

 

  DINHEIRO ISTOÉ
 

 

Chapeu

Uma satisfação especial

Luciano Suassuna
Diretor de Redação

EDU LOPES
Erica e Gustavo: credenciais de 15 minutos

Para os jornalistas de qualquer publicação, as reportagens mais difíceis são aquelas em que os personagens envolvidos não se dispõem a falar. Esta semana, os repórteres da revista nadaram contra a corrente em três ocasiões de destaque. Em Brasília, a chefe da sucursal, Cláudia Carneiro, finalizou um trabalho de dois meses em busca de informações que permitissem contar o que faz o sociólogo Paulo Henrique Cardoso, filho do casal presidencial. Foram mais de 30 contatos com autoridades do governo, empresários, amigos e auxiliares da família. “As fontes querem se mostrar íntimas do filho do presidente, mas contam histórias de maneira melindrosa e, pior, ninguém quer aparecer na reportagem”, diz Cláudia, que só na última semana quebrou a resistência de Paulo Henrique. Um contato pessoal e duas longas conversas por telefone a convenceram de que ele herdou do pai o bom humor e o famoso estilo sedutor. “Abra seu saco de maldades”, pediu Paulo Henrique. Falou pouco da vida pessoal e rebateu as insinuações sobre sua influência nos negócios do governo. Ao final, Cláudia se convenceu de que PHC herdou outra virtude do pai. “Ele tem jogo de cintura”, diz. A editora Gisele Vitória e a repórter Viviane Rosalem conversaram com amigos de Roberto Carlos para mostrar como o Rei está convivendo com a ausência da mulher, Maria Rita. É um relato intenso, construído com perseverança, em função do conhecido recolhimento do cantor. Finalmente, na cobertura do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, as dificuldades encontradas pela editora Erica Benute se deram nos preparativos da corrida. Num evento cada vez mais voltado para o espetáculo televisivo, ela arrancou três credenciais em pontos distintos do autódromo e passou o domingo 26 atrás dos personagens que foram notícia nos bastidores da F-1. Com o repórter Gustavo Maia e o fotógrafo Edu Lopes, chegou a usar credenciais provisórias, com duração de apenas 15 minutos, para ter acesso a locais específicos de Interlagos. Nos três casos, existe a mesma constatação: quanto mais difícil é o acesso à informação, maior é a satisfação do jornalista em levar para o leitor essas notícias.

 

Copyright 1996/2000 Editora Três