Diversão & arte - Televisão  
Divulgação

Felipe Severo, o maluquinho
de 5 anos, da série Um Menino Muito Maluquinho

• • •

Leia também

Cinema
Exposição
Gastronomia
Internet
Livros
Música
Teatro
• • •
Foco - série
Maluquices na telinha
Fábio Farah

Panela na cabeça, fogo no rabo e vento nos pés. O Menino Maluquinho, personagem mais conhecido do cartunista Ziraldo, pela primeira vez deixa as páginas do livro, lançado há mais de 25 anos, para aprontar nas telinhas, em uma adaptação de Anna Muylaert e Cao Hamburguer. A série Um Menino Muito Maluquinho estréia domingo 19, às 18h30, totaliza 26 episódios de meia hora e marca a retomada da TVE Brasil na produção de programas infanto-juvenis. “Queríamos fazer uma produção com um personagem que fizesse sentido em todas as regiões brasileiras. O Menino Maluquinho era ideal porque todas as crianças se identificam com ele”, diz Rosa Crescente, diretora geral de Televisão.

Como no livro, os episódios televisivos trazem o protagonista em três idades diferentes, aos cinco, aos dez e aos 30, com o objetivo de mostrar “o menino que é feliz cresce e se torna um cara legal”, segundo Ziraldo, que acompanhou o projeto de perto. “A maior dificuldade foi encontrar três pessoas parecidas e montar dois elencos completos”, diz Crescente. Para compor o elenco infantil, cerca de mil crianças fizeram testes durante 40 dias. Apesar disso, Pedro Saback, o protagonista de dez anos, apenas acompanhava os irmãos nos testes e ganhou o papel após dançar e cantar uma música a pedido do diretor César Rodrigues.