CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 Seções
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 Coluna
 EXCLUSIVAS

 

  DINHEIRO ISTOÉ
 
 

Você conhece bem seus ídolos? Então descubra de quem estamos falando. Respostas no final da coluna.

1. Meus caros, esta senhora que me acusa está sob efeito de medicamentos. Ela precisa menos de holofotes e mais de piedade e tratamento médico. E não só ela, mas todos que me acusam de falcatruas e negociatas políticas com frangos, com empreiteiras, com o diabo. Mas eu nada tenho provado contra a minha pessoa. O único equívoco que cometi foi ter lançado a candidatura do marido dessa senhora à Prefeitura, que se tivesse vergonha na cara já tinha renunciado há muito tempo.

2. Ui, que frio que me dá na época do Carnaval. É que ando por aí nua em pêlo, só coberta de purpurina e pilotando um salto plataforma. Sou mulata nascida na Pavuna, subúrbio do Rio, sou a expressão da morenidade, da malemolência dessa nossa cultura tropical, modéstia à parte. Meu marido, o mago dos efeitos especiais de televisão, cuida de minha carreira e do meu coração. Coração, aliás, que precisa se dilatar no Carnaval. Afinal, lá vou eu que hoje a festa é na avenida.

3. Eu gosto muito de correr. Desde pequeno é só o que eu faço. Minha paixão pelas pistas é tão grande que ganho US$ 46 milhões todo ano só para fazer isso. Meus amigos me chamam de Herr Schumi, uma brincadeira que junta a severidade da cultura alemã com meu caráter extrovertido. Sim, sou extrovertido, sou simpático, mas não gosto nada, nada, quando me passam, como fez esse rapaz brasileiro que se atreveu a andar na minha frente na Austrália. Foi parar no box.

Copyright 1996/2000 Editora Três