CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 Seções
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 Coluna
 EXCLUSIVAS

 

  DINHEIRO ISTO╔
 
 

Rap

Chant Down Babylon
Artistas de rap fazem duetos virtuais com Bob Marley

Ramiro Zwetsch

Divulgação

É curioso observar como o rap atrai artistas consagrados de outros gêneros musicais. Miles Davis – um dos maiores trompetistas de jazz da história – gravou, antes de falecer, em 1992, Doo Bop, em parceria com o rapper Easy Moo Bee. Em 1995, o CD Judgement Night promoveu encontros memoráveis entre bandas de rock pesado, como Living Colour e Faith No More, com grupos de rap. Em maio, o grupo Demônios da Garoa lança um disco com repertório do sambista Adoniran Barbosa, e o rapper Thaíde já gravou sua participação em uma das faixas.

Quando Bob Marley morreu, o rap ainda engatinhava. Como Marley não teve essa chance, seus filhos Ziggy
e Stephen trataram de promover o encontro, a partir de fitas originais e sobras de estúdio. Assim, Lauryn Hill – que é casada com Stephen –, Guru e Chuck D fizeram ótimas leituras para “Turn Your Lights Go Down”, “Johnny Was” e “Survival”. The Roots surpreende com “Burnin’ and Lootin’” e Erykah Badu injeta sua elegância em “No More Trouble”. As duas faixas são as que melhor resolvem a fusão de rap com reggae. As batidas dos dois gêneros trazem ingredientes hipnóticos que se misturam com harmonia. Relaxante como um mantra.

LEIA
TAMBÉM
Mama mundi
Odum Orim - Festa da Música
Hits

 

Copyright 1996/2000 Editora Três