Diversão & arte - Teatro  

Leia também

Exposição Livros  Teatro
 Internet  Música  Televisão
 A escolha da Gente
 Leia perfil de Marco Nanini
Os melhores de 2005
Destaques
Divulgação
Paulo Autran, aos 83 anos, emendou duas peças e ficou o
ano todo em cartaz
O incansável Paulo Autran
O ator de 83 anos começou 2005 reapresentando Visitando o Sr. Green, ao lado de Dan Stulbach, aos paulistanos. Encerrou a temporada em 30 de julho e, 11 dias depois, estreava Adivinhe Quem Vem para Rezar, texto de Dib Carneiro Neto dirigido por Elias Andreato, em que vive três personagens sem nem sequer trocar o figurino.

O baque de Emílio de Mello
Mesmo se fosse apenas por “Efhigenia in Orem”, o primeiro episódio de Baque, o ingresso para o espetáculo de Neil Labute dirigido por Monique Garbenberg já seria válido. Como o sujeito amargurado que expõe um drama familiar, Emílio de Mello prova que é um dos grandes atores brasileiros da atualidade.

Divulgação
A Vida na Praça Roosevelt foi um dos quatro espetáculos apresentados pelo grupo Os Satyros
A vez dos Satyros
A companhia curitibana radicada em São Paulo teve seu grande ano. Buscou inspiração na mitologia grega para montar Cosmogonia – Experimento nº 1, fez rir com o mundo dos transformistas em Transex, reinventou Marquês de Sade em A Filosofia na Alcova e atingiu o ápice em A Vida na Praça Roosevelt. E transformou a até então abandonada Praça Roosevelt, na capital paulista, em efervescente pólo cultural.