Diversão & arte - Teatro  

A escolha dos internautas

1 - Assombrações do Recife Velho de Newton Moreno, direção: Rodolfo Vásquez

2 - A Vida na Praça Roosevelt de Dea Loher, direção: Rodolfo Vázquez

3 - O Fantasma da Ópera de Andrew Lloyd Webber, direção: Arthur Masella

4 - As Mulheres da Minha Vida de Neil Simon, direção: Daniel Filho

5 - Um Circo de Rins e Fígados de Gerald Thomas, direção: Gerald Thomas

Resultado da votação realizada entre 6 e 15 de dezembro no site www.istoegente.com.br
• • •

Leia também

Exposição
Gastronomia
Internet
Livros
Música
Teatro
Televisão
• • •
Os melhores de 2005
A escolha da Gente

No ano das provocações de Gerald Thomas e Zé Celso Martinez Corrêa, o público aplaudiu a confirmação dos talentos de Newton Moreno e da Companhia Os Satyros e a revelação mineira Grace Passô
 Os melhores de 2005 - Destaques
 Leia pefil de Marco Nanini
Divulgação
Dirigido por Zé Celso Martinez Corrêa, Os Sertões: A Luta –
Parte 1
comprova a atualidade do texto de Euclides da Cunha
Um Circo de Rins e Fígados direção: Gerald Thomas
Gerald Thomas surpreendeu até os críticos mais ferozes com um texto sob medida para Marco Nanini. Dono absoluto da cena, o ator controlou o ego do diretor e protagonizou uma peça que ironizou o terrorismo e as conseqüências do 11 de Setembro.

Por Elise
direção: Grace Passô
A peça escrita e dirigida por Grace Passô ganhou rasgados elogios
da crítica no Festival de Curitiba e,
no boca-a-boca, acumulou
admiradores com uma fábula sobre os sentimentos humanos.

Os Sertões: A Luta – Parte 1
direção: Zé Celso Martinez Corrêa
O espetáculo estreou com oito horas de duração e deu seqüência com louvor ao ambicioso projeto do Teatro Oficina Uzyna Uzona de adaptar o clássico de Euclides da Cunha. Com inventiva direção, a epopéia é fiel ao original, critica o cenário político atual e mistura dança e inserções de vídeo.

Assombrações do Recife Velho
direção: Newton Moreno
Depois do ótimo Agreste, Newton Moreno inspirou-se nos escritos
de Gilberto Freyre sobre as lendas da capital pernambucana e
realizou um belo espetáculo sobre como a fantasia ameniza o peso
da realidade.

A Vida na Praça Roosevelt
direção: Rodolfo García Vázquez
A partir do texto da alemã Dea Loher, a companhia Os Satyros dispensa o realismo em nome da fábula para contar a
desencantada história de habitantes do logradouro paulistano em
uma vigorosa encenação.

O mico do ano

Off, de Manoel Carlos
Como autor de telenovelas, ninguém ousa duvidar do talento de Manoel Carlos. O espetáculo Off, porém, foi visto com inúmeras reservas mesmo pelos mais ardorosos fãs do autor de Laços de Família e Mulheres Apaixonadas. Primeiro texto de Manoel Carlos para o teatro, Off teve pesada direção de Mona Luzar, interpretações sem brilho de Nathália Timberg e Paulo César Peréio e precisou passar por reformulações após uma tumultuada estréia no Rio de Janeiro. Pouco depois, Off saiu discretamente de cena.