A corte
 
por Cecília Maia
Fotos: carlos rudiney/ presidÊncia do senado
Ao lado de Ney Suassuna, Heloísa Helena ganha uma peixeira da senadora Iris Araújo
.: Heloísa é atração no Natal do Senado


Senadora ganha peixeira na festa de fim de ano dos senadores e repete saia, sapato e colar três dias após ser homenageada como Personalidade do Ano

A senadora Heloísa Helena (PSOL-AL) foi de novo a sensação da noite, na quinta-feira 15, dessa vez na festa de Natal dos senadores. Usando a mesma minissaia de rendas pretas que exibiu três dias antes no jantar onde foi homenageada como Personalidade do Ano de Gente, ela atraiu olhares e elogio dos colegas. A saia era emprestada da senadora Patrícia Saboya Gomes (PSB-CE), mas caiu-lhe tão bem que acabou se tornando um presente.

Fotos: carlos rudiney/ presidÊncia do senado
O mestre-de-cerimônia Ney Suassuna distribuiu gorros de Papai Noel para os senadores de seu partido, o PMDB

“Foi presente sim pela nossa longa e sincera amizade”, explicou Patrícia. Heloísa ainda arrancou gargalhadas quando ganhou de presente da senadora Iris Araújo (PMDB-GO) uma peixeira e avisou aos colegas que “apesar da produção, a língua continua afiada, viu?”. O senador Ney Suassuna (PMDB-PB) atuou como mestre-de-cerimônia e fez os senadores de seu partido vestir chapéu de Papai Noel. O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) animou a festa ao cantar no microfone seu já tradicional "Yesterday", dos Beatles. Mas feliz mesmo ficou o anfitrião, o presidente do Senado, Renan Calheiros, que foi avisado sobre o risco que seria reunir tantos adversários. A noite terminou da forma mais amistosa possível.

Fotos: carlos rudiney/ presidÊncia do senado Fotos: carlos rudiney/ presidÊncia do senado
A saia emprestada pela senadora Patrícia Gomes
ficou de presente para a
amiga Heloísa
Os anfitriões Verônica e
Renan Calheiros festejaram
a noite amistosa
Fotos: leandro pimentel
Vilaça, novo presidente da ABL, com Gilberto Gil
.: Posse de Marcos Vilaça na ABL
Em concorrida cerimônia, o poeta pernambucano Marcos Vilaça tomou posse como presidente da Academia Brasileira de Letras, na quinta-feira 15, no Rio, posto antes ocupado por Ivan Junqueira. Prestigiaram a posse o ministro da Cultura, Gilberto Gil, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito do Rio, César Maia. “Chego para continuar sem os riscos do continuísmo, que é incompatível com a casa. Vou prosseguir a obra dos meus antecessores”, disse Vilaça. A fila para cumprimentá-lo só era comparável à de pessoas para falar com Gil. “Estou feliz de pôr os pés na ABL pela primeira vez na vida. E mais feliz por ser num momento como este: a troca de cargos entre dois acadêmicos muito significativos”,
disse Gil.



Fotos: leandro pimentel Fotos: leandro pimentel Fotos: leandro pimentel
Roberto Irineu e a mulher
Karin Marinho
Ruth Niskier e Lily Marinho
José Sarney e Marco Maciel
ESPLANADA

.: Mercadante retira câncer de pele
» Na quinta-feira 15, em meio a discussões calorosas sobre a autoconvocação do Congresso, o líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), recebeu uma ligação da mulher, Regina, de São Paulo. “Ela disse que saiu o resultado da biópsia que fiz, e está confirmado que é câncer”, disse o senador, apontando para marcas na testa, de onde foi retirada amostra para o exame. Como se a ficha ainda não tivesse caído, Mercadante continuou com a discussão no plenário. “Não quero me transformar em vítima!”

 

.: Virgílio ganha caneca de petista
» Ainda na quinta-feira, Aloizio Mercadante parou o plenário ao presentear seu maior adversário, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), com uma caneca com o desenho de um tucano. “Não abra, pode ser armadilha!”, gritou o senador Heráclito Fortes (PFL-PI) provocando gargalhadas. Mercadante toma sopas em caneca nas horas de fome. “A sopa forra o estômago e me ajuda a manter a serenidade”, diz. Virgílio ficava de olho na sopinha do colega e Mercadante fez o agrado. “Espero que em 2006 você fique mais sereno”, disse o petista ao tucano.