20 de março de 2000
Home
Outras Edições
Outras Edições
Diversão e Arte
Home
Assine
Assine
Semana
Assine
Assine

Assine

Fale Conosco
Assine
Busca
 




O caso de Pitta

Luciano Suassuna
Diretor de Redação

Foto: BetoTchernobilsky
Neuza e Carlos Henrique na redação

As denúncias de corrupção na Prefeitura de São Paulo, feitas pela antiga primeira-dama do município, Nicéa Pitta, engarrafaram o trânsito nos arredores do prédio onde mora a editora Neuza Sanches, responsável, na revista, pela cobertura dos personagens do mundo político. Engarrafaram a rua e tiraram-lhe o sono. Neuza mora a apenas um quarteirão de distância do apartamento de Nicéa.

O prédio subitamente famoso é identificado pela quantidade de jornalistas e carros de reportagem que ocuparam a calçada desde as primeiras denúncias de Nicéa. Da noite de sexta-feira 10 até a terça-feira 14, Neuza usou as madrugadas para obter confissões da ex-mulher do prefeito. Foi por volta de 1 hora da manhã do domingo 15, por exemplo, que ela fez a declaração que está na capa desta edição.

A mobilização para apurar uma reportagem que explicasse por que só agora Nicéa resolveu contar tudo envolveu os outros três repórteres da editoria de Neuza, a chefe da sucursal de Brasília, Cláudia Carneiro, e a colaboradora da revista em Nova York, Inês Rodrigues. No total, foram ouvidas 35 pessoas em menos de 72 horas. Cada uma delas depositou pequenas peças informativas que permitiram montar o quebra-cabeças da intricada relação entre os membros da família Pitta.

Foto: Piti Reali
Fábio com Nicéia

Na cobertura do infeliz desfecho de um casamento de 28 anos, o editor-assistente Carlos Henrique Ramos ficou encarregado de acompanhar os passos da ex-primeira-dama de São Paulo. Falou duas vezes com ela, ambas por telefone. O repórter Cesar Guerrero conversou com secretários do município, vereadores e amigos do prefeito. E o repórter Fábio Bittencourt esteve com outros políticos e amigos da família. “Houve um casamento feliz na equipe, com todo mundo trocando telefonemas a cada nova informação levantada”, diz Neuza. Era algo imprescindível para quem precisava filtrar interesses de lados extremos. Num canto estava uma esposa magoada, que conhece mas, temendo cair em descrédito, não revela as personagens das traições do marido. No outro lado ficaram os amigos de Celso Pitta, que espalharam para a imprensa vários nomes de supostos casos do prefeito com o intuito de desqualificar as espantosas denúncias de Nicéa sobre a corrupção na administração do ex-marido.

 

BoletimAssineFale ConoscoOutras ediçõesHomeBoletimAssineFale conoscoOutras ediçõesHome