28 de fevereiro de 2000
Home
Outras Edições
Outras Edições
Diversão e Arte
Home
Assine
Assine
Semana
Assine
Assine
Assine
Fale Conosco
Assine
Busca
 

Leia também:

Televisão
Megatom
América Global
Gritos de Carnaval
Programa Silvia Poppovic

No Ibope
Fique de olho


Cinema

O Verão de Sam
O Informante
Beleza Americana
Um olho na rebeldia, outro na bilheteria
Os Ursos de Berlim

Bilheteria

Música

El Amor de Mi Tierral
Monk on Monk
Tudo Azul

Hits

Livros

Um Grande Garoto
Embalos Musicais
Histórias de histórias famosas

Best sellers

Internet

Mulheres Negras
Frases de famosos


Música - Jazz

Monk on Monk
Tributo a Monk reśne monstros do jazz e revela T. S. Monk

Regina Porto

Foto: Divulgação

Um Monk é um Monk. Certo? Errado. Agora são dois Monk demarcando o território do jazz. Primeiro o pai, o pianista americano Thelonious "Sphere" Monk (1917-1982), e agora seu filho baterista, que assina com as mesmas iniciais: T. S. Monk. No disco Monk on Monk, não menos que 25 monstros do jazz se revezam em nove temas de Monk-pai, numa reunião organizada por seu único herdeiro (e réplica perfeita, se usasse gorro). Entre esses, gente como o baixista Ron Carter, demolidor em "Little Rootie Tootie", o pianista Herbie Hancock, fiel ao toque monkiano em "Two Timer", e Wayne Shorter ao sax de "Crepuscule With Nellie". Sem falar no brilho de dois latinos revelados por Dizzy Gillespie: o pianista venezuelano Danilo Perez, cujo virtuosismo beira a ameaça, e o maior trompetista vivo, o cubano Arturo Sandoval, mais ágil que nunca em "Bright Mississipi".

Tudo somado, um desafio aos limites da improvisação, onde o som personalíssimo de cada um desses gigantes transparece. A única coisa a não caber no disco é aquela sonoridade única que Thelonious tirava do piano, sem uso de pedal e martelando o teclado com mãos "tortas". Mas ouve-se, sim, a essência de sua música de humor esquisito, fruto de uma genialidade e uma loucura lendárias. Monk Jr. comparece em todas as faixas, irretocável no manejo das baquetas, tendo a seu favor a genética e o fato de ter acompanhado o próprio pai. O disco, gravado há três anos como tributo de aniversário, mobilizou selos poderosos e sai, finalmente, pela gravadora Abril Music

Aqui jazz Monk

Boletim Assine Fale Conosco Outras edições Home Boletim Assine Fale conosco Outras edições Home