21 de fevereiro de 2000
Home
Outras Edições
Diversão e Arte
Home
Assine
Assine
Semana
Assine
Assine
Assine
Fale Conosco
Assine
Busca
 

Leia também:

Televisão
Musikaos
Interatividade na tevê
Esporte Prêmio
Mariah Moraes
No Ibope
Fique de olho

Cinema

A Praia
Medo e Delírio
Bebês Geniais
O Talentoso Ripley
Minghella defende a arte da rebeldia
Oscar brasileiro
Buena Vista Social Club

Bilheteria

Teatro
O Rei da Vela
Solange Farkas e a ópera virtual

Música

Meu Nome É Gil
When I Look in your Eyes
Tributo a Cazuza

Hits

Livros

O Avesso dos Dias
Filha da Fortuna

Best sellers

Internet

Top Hits
Turco Mahir


Televisão - Ping-Pong

Mariah Moraes

Gabriela Mellão

Correspondente esporádica da emissora italiana RAI no Brasil, a comentarista esportiva paulista Mariah Moraes, 28 anos, se prepara para apresentar um programa sobre futebol, arte e turismo brasileiro para 140 canais da Europa. Em abril, ela lança no Brasil a revista Futebol S.A.

De onde vem o interesse por futebol?
Queria puxar o saco do meu pai, que, com três filhas mulheres, era o único que assistia futebol. Acabei me apaixonando e hoje sou Palmeirense e Flamenguista roxa.

Você joga futebol?
Só joguei duas vezes, mas apanhei tanto que desisti.

Já se sentiu discriminada por estar num universo predominantemente masculino?
Muito. Cheguei a ouvir do pessoal do Fala Brasil, da Record, que se eu quisesse falar das amizades dos jogadores, tudo bem. Por isso, decidi escrever um livro com depoimentos de jogadores falando sobre preconceito.

Como surgiu o convite do programa?
Conheci o diretor da TV Montecarlo na Copa da França. Eles me convidaram para fazer um quadro semanal sobre as novidades do futebol brasileiro. Depois, veio a idéia do programa.

Boletim Assine Fale Conosco Outras edições Home Boletim Assine Fale conosco Outras edições Home