Celebridade  
Divulgação
A personagem Santinha, da novela Paraíso, de 1982, foi a primeira protagonista da carreira de Cristina Mullins e alcançou grande sucesso com o público.
• • •

Enviar para um amigo
Leia colunas anteriores

Cristina Mullins

por Diógenes Campanha

Divulgação
Atualmente com 47 anos, a atriz estréia em uma novela das oito vivendo Aurélia, empregada na casa de Maria do Carmo (Suzana Vieira) e mãe de Shao Lin (Leonardo Miggiorin) em Senhora do Destino
Em 1982, Cristina Mullins viveu a inédita experiência de protagonizar uma novela da Globo. Em Paraíso, escrita por Benedito Ruy Barbosa para a faixa das seis da emissora, ela interpretou a jovem Maria Rita, conhecida como Santinha, a quem o público de uma cidade do interior atribuía o dom de fazer milagres. Por causa deles, sua mãe beata sonhava em vê-la no convento, enquanto a menina aguardava a chance de viver um amor proibido com José Eleutério (Kadu Moliterno). “A Santinha foi uma personagem muito gratificante. Era reprimida e extremamente religiosa e eu tinha que passar com os olhos toda a angústia que ela tinha de se libertar”, conta Cristina. “As mulheres das novelas do Benedito são assim: cheias de conflitos internos.” A torcida pela transformação da personagem, que só ocorreu no último capítulo, era grande e a atriz se recorda de uma abordagem curiosa que recebeu. “Duas velhinhas chegaram e disseram: ‘Menina, se eu fosse você, daria logo para ele’”, lembra, aos risos. Cristina também guarda na memória as lembranças do bom relacionamento do elenco e, em casa, um presente que recebeu de Jofre Soares, que interpretava seu pai, quando a novela terminou: um cordel, feito pelo próprio ator, com a história de Santinha. Atualmente, a freirinha deu lugar à madura Aurélia, que Cristina interpreta em Senhora do Destino, sua primeira novela das oito. “Uma personagem era inexperiente, a outra é vivida para caramba”, diz, comparando Santinha com a mãe de Shao Lin (Leonardo Miggiorin), que faz de tudo para endireitar o filho rebelde.