Celebridade  
Wagner Avancini
Ittala Nandi cortou os cabelos e usou terno para interpretar Oswald de Andrade no filme O Homem do Pau Brasil, de 1981. A atriz, que completa 45 anos de carreira em 2004, lançou o livro Teatro Começo Até..., está em cartaz com a peça DNA – Nossa Comédia e fará o especial Quem Vai Ficar com Mário, da Globo.
Otavio Magalhães/ AE
• • •

Enviar para um amigo
Leia colunas anteriores

Ittala Nandi

Em 1981, Ittala Nandi voltou a trabalhar com o cineasta Joaquim Pedro de Andrade, que a havia dirigido em Guerra Conjugal (1975). Desta vez, o projeto era O Homem do Pau Brasil, filme sobre o escritor Oswald de Andrade. “Desde 1968, quando fiz a peça O Rei da Vela, no Teatro Oficina, tenho uma relação muito forte com o Oswaldo – era assim que ele preferia ser chamado”, diz a atriz. Ela imaginava que faria o papel de Pagu, musa do modernista, mas não desconfiava que o próprio Oswald provocaria uma mudança de planos. “O Joaquim sonhava todo dia com o Oswaldo dizendo que eu deveria fazer o papel, mas não tinha coragem de me contar. Antes de começarem as filmagens, ele me fez o convite e eu morri de rir ao ler o roteiro. Havia cenas de amor que eu não poderia fazer”, lembra Ittala, que encontrou a solução sugerindo que um homem – o ator Flávio Galvão – se revezasse com ela no papel. Ittala não usou maquiagem, mas precisou submeter suas madeixas à tesoura. “Eu tinha um cabelo enorme e cortei na altura que ele usava. Até filmamos o corte”, diz a atriz, que, em 2004, completa 45 anos de carreira em plena atividade. Ela lançou o livro Teatro Começo Até..., contando a experiência de nove anos como diretora do curso de teatro da Faculdade da Cidade, no Rio, e está em cartaz com a peça DNA – Nossa Comédia, da qual também é produtora e em que interpreta uma cientista simpatizante dos alimentos transgênicos. Ittala também se prepara para fazer rir na telinha. Em dezembro, ela estará em Quem Vai Ficar com Mário, um dos especiais de fim de ano da Rede Globo